"Tempestade Leslie" provocou prejuízos de mais de 9M€ em Coimbra

Os prejuízos causados pela "Tempestade Leslie" no concelho de Coimbra ultrapassam os nove milhões de euros, informou ontem o presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Manuel Machado, na sua intervenção inicial na reunião do executivo. A inventariação de danos vai ser remetida à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Cerca de metade dos prejuízos declarados, e que foram possíveis contabilizar, registaram-se em "equipamentos associativos, recreativos e desportivos e em instituições particulares de solidariedade social (IPSS)". Já os danos provocados em "habitações" ascendem a 1,8 milhões de euros, enquanto nas “infraestruturas e equipamentos municipais” são de cerca de 1,3 milhões de euros. Por sua vez, as “unidades económicas” do concelho foram penalizadas em cerca de 1,1 milhões de euros. Os prejuízos provocados em "viaturas particulares" são da ordem dos 208 mil euros.

No período de inventariação de danos, os serviços municipais fizeram mais de 1.100 atendimentos presenciais, que implicaram um total de mais de seis centenas de processos.

A passagem desta tempestade tropical nas zonas mais afetadas de Portugal terá causado ventos de 180 a 190 quilómetros/hora, superiores aos registados nas estações meteorológicas oficiais, segundo estimativa do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

LUSA / CM Coimbra