Coimbra acolhe IV Congresso Ibérico de Terapia Familiar

A vereadora da Saúde da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Regina Bento, participou, ontem, na sessão de abertura do IV Congresso Ibérico de Terapia Familiar, que decorreu no auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra (UC). “Amor em tempos de crise. Desafios ao casal, à família e à sociedade”, é o tema do encontro científico, que conta com a participação de oradores de várias partes do mundo até ao próximo dia 27 de outubro.

Regina Bento salientou que “Coimbra tem sido um dos municípios distinguidos por ter boas práticas e políticas amigas das famílias”, acrescentando que o reconhecimento feito pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis “é um motivo de orgulho”. “Este prémio é o reconhecimento da nossa política local de apoio às famílias do concelho, que vão muito para além do estabelecido em matéria de Ação Social Escolar”, sublinhou.

A autarca destacou que, no ano letivo 2018/2019, a CM Coimbra “reforçou o apoio às famílias e investe mais de 5 milhões de euros” com o objetivo de “garantir a igualdade de oportunidades no acesso à educação, suavizar os orçamentos dos agregados familiares e valorizar a escola pública, sendo ainda um estímulo à natalidade e à fixação de famílias no concelho”. De todas as medidas implementadas, “que vão muito para além do estabelecido em matéria de Ação Social Escolar”, Regina Bento destacou que “todos [os alunos] terão direito a transporte escolar gratuito, desde o ensino pré-escolar e até ao 12.º ano”.

Por outro lado, a vereadora, que tem também o pelouro das Finanças, destacou “a descida da taxa de IMI para o mínimo legalmente possível, o que significará mais um alívio fiscal para as famílias de Coimbra”.

“Tudo isto para vos transmitir que o Município de Coimbra acompanha o vosso trabalho, dentro daquilo que são as suas competências”, concluiu Regina Bento, desejando “o maior sucesso” a todos os profissionais desta área e que aguarda “com expectativa as conclusões do congresso com vista a serem identificadas possíveis iniciativas que o Município possa desencadear ou em que possa participar”.

A mesa de abertura contou ainda com a participação da secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Lopes Monteiro, da vice-reitora da UC, Madalena Alarcão, do presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, Fernando Regateiro, do presidente da Junta Diretiva da Federação Espanhola de Associações de Terapia Familiar (FEATF), Juan Abeijón, e da presidente da Sociedade Portuguesa de Terapia Familiar (SPTF), Ana Gomes.

O congresso ibérico de terapia Familiar é organizado pelas SPTF e FEATF. Tem como objetivo criar um espaço de reflexão sobre as crises e desafios atuais com os quais as famílias e comunidades se confrontam apontando estratégias para os profissionais que atuam nestas áreas. É um espaço de divulgação e desenvolvimento do projeto ibérico de desenvolvimento da investigação, práticas e modelos de intervenção e formação de profissionais, com base na abordagem sistémica.

No encontro científico serão abordados temas da atualidade social e profissional, como o amor contemporâneo e as relações de casal, a infertilidade, impactos da reprodução medicamente assistida, novas realidades familiares e de casal como a homoparentalidade, a violência as migrações, adoção, o impacto dos incêndios nas famílias, abordagens e intervenções em diferentes problemas e populações no sentido de promover a resiliência em contextos de crise.