CMC repavimenta Av. Bissaya Barreto e Rua Infanta Dª Maria

Os trabalhos de repavimentação da Câmara Municipal de Coimbra, na Avenida Bissaya Barreto e na Rua Infanta Dª Maria, decorrem a bom ritmo. Estas intervenções estão englobadas na “Empreitada Geral de Manutenção e Requalificação de Vias”, que já intervencionou mais de 283 mil m2 de superfície ao longo dos últimos meses e representa um investimento municipal na rede viária na ordem dos 2,2 milhões de euros.

A intervenção na Avenida Bissaya Barreto, iniciada a 25 de junho, terá a duração prevista de cinco dias úteis. Durante a repavimentação do piso em betuminoso a circulação será feita de modo alternado, regulada por semáforos temporários, estando garantida a passagem de veículos de emergência. No caso da Rua Infanta Dª Maria, os trabalhos, iniciados a 26 de junho, com uma duração prevista de dez dias úteis, englobam o saneamento de solos e posterior repavimentação do piso em betuminoso e irão provocar condicionamentos e desvios de trânsito, de modo a garantir a segurança dos trabalhadores e dos utentes. 

No âmbito desta empreitada geral de manutenção e requalificação de vias, a autarquia já repavimentou mais de 283 mil m2 de superfície, nomeadamente: Praça Mota Pinto (rotunda dos CHUC), Av. Costa Simões, as vias da rotunda da Circular Externa (junto à Fucoli), Av. António Portugal, Av. Fernando Namora, as ruas Vitorino Nemésio e Vale de Canas, Av. da Lousã, estrada de Bencanta e a rua Capitão Pereirinha (no Alto dos Barreiros), a Estrada do Campo (rua do Centro Hípico), as estradas da Figuras e dos Pereiros, as ruas do Olival, a principal da Abrunheira e a de Vale de Cântaro (Assafarge), a estrada das Lagoas (Ceira), a rua de São Martinho (Torre de Vilela), rua NSª dos Aflitos (Trouxemil), ruas Antonino dos Santos, Fausto Quadros e 25 de Abril (Brasfemes), ruas do Vigário e da Castilha, Chão das Neves e a estrada Pinheiro Rios Frios (Antuzede e Vil de Matos), parte da Av. Elísio de Moura e, ainda, durante a passada semana, na Rua Olímpio Nicolau Rui Fernandes.

Este é um investimento da autarquia de cerca de 2,2 milhões de euros na manutenção e requalificação da rede viária concelhia. Nesta “Empreitada Geral de Manutenção e Requalificação de Vias”, aprovada na reunião do executivo municipal em março de 2017, foi ponderado, na definição das ruas a incluir, o estado de degradação dos pavimentos e o seu grau de utilização em termos de tráfego rodoviário.