Coimbra estreia-se como cidade anfitriã do Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo em novembro

O Convento São Francisco (CSF) vai acolher, de 15 a 17 de novembro deste ano, o 29º Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo, organizado pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP). Coimbra recebe, assim, pela primeira vez, este evento nacional, que habitualmente reúne cerca de 500 participantes e que foi hoje apresentado, em conferência de imprensa, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Coimbra (CMC). A apresentação do evento contou com a participação do presidente da CMC, Manuel Machado, do presidente da AHP, Raul Martins, e do presidente da Entidade Regional Turismo do Centro, Pedro Machado.

“Temos todo o interesse em acolher este 29º Congresso Nacional de Hotelaria e Turismo no Convento São Francisco”, começou por afirmar o presidente da CMC, agradecendo a escolha da cidade de Coimbra para realização do congresso. “Um evento que decorrerá graças à articulação desenvolvida pela Associação da Hotelaria de Portugal, e o seu presidente, Raul Martins, a Entidade Regional de Turismo do Centro, e o seu presidente Pedro Machado, e a Câmara Municipal”, prosseguiu Manuel Machado. “Temos muito gosto em receber-vos”, acrescentou ainda o autarca, que se fez acompanhar pela vereadora do Turismo da CMC, Carina Gomes.

O presidente da CMC aproveitou também para realçar a importância de Coimbra dispor de um equipamento como o CSF. “Quero ainda evidenciar a importância, que começa a ser constatada, do equipamento que a Câmara Municipal de Coimbra recriou, recuperou e preparou para acolher importantes congressos, nos mais diversos domínios [Convento São Francisco]. Tem sido um êxito e tem contribuído para o desenvolvimento da atividade económica, turística, cultural, cívica e da cidadania também”, salientou Manuel Machado.

 “O Centro de Portugal precisava, de facto, de um equipamento com estas características, para poder competir do ponto de vista interno e externo. O Convento São Francisco trouxe-nos essa ferramenta indispensável para nos podermos posicionar naquilo que é o produto que consideramos ‘Incentivos e Congressos’ e, a partir daqui, podermos desenvolver, de forma sustentada e ao longo do ano, esta capacitação para os grandes eventos, nomeadamente congressos, seminários, conferências”, concordou Pedro Machado, agradecendo a disponibilidade da CMC acolher o evento. “Vamos ter na cidade de Coimbra o maior congresso de hotelaria de Portugal”, acrescentou.

A escolha de Coimbra para a realização do congresso foi justificada pelo presidente da AHP, que elogiou o potencial turístico da Região Centro. Raul Martins lembrou que a AHP tem vindo “a procurar contactar com as regiões cada vez mais, porque é nelas que está o futuro do país turístico”, e que “a Região Centro, em dimensão territorial, é a maior região turística do país”. “O ano passado foi a que mais cresceu, em termos percentuais, em relação ao aumento de turistas, porque foi capaz de se colocar naquilo que hoje é a tendência dos turistas. Os turistas, hoje, não querem tanto ‘o sol e praia’, o que querem é viver autenticidade. E a autenticidade da Região Centro é, de facto, de um valor turístico enorme”, argumentou Raul Martins.

“Há tanta coisa que se pode fazer na Região Centro, é a região mais completa”, prosseguiu o presidente da AHP, acrescentando que “é uma região que a Associação da Hotelaria de Portugal tem acompanhado, tem apoiado e quer ajudar a crescer”. “Coimbra, para além de ‘ser uma lição’, é a capital da Região Centro”, acrescentou ainda Raul Martins, justificando a escolha da cidade também pelo CSF. “O ano passado fiquei logo com a ideia de fazer aqui o congresso [no Convento São Francisco] ”, acrescentou, agradecendo à CMC e à Turismo do Centro todo o apoio prestado para a realização do evento em Coimbra.

Coimbra vai estrear-se, então, como anfitriã do Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo no próximo mês de novembro. De 15 a 17, o CSF vai acolher “cerca de 500 participantes”, referiu Raul Martins, entre empresas parceiras, fornecedoras de bens e serviços para a hotelaria, consultores, estudantes e professores, responsáveis políticos e altos dirigentes da administração pública e privada. Um evento que irá contar também com a presença de oradores nacionais e internacionais, para debaterem temas de grande relevância para os profissionais da Hotelaria e Turismo.

O tema central do evento será divulgado mais tarde, numa próxima conferência de imprensa, segundo indicação do presidente da AHP.