CMC atribui mais de 200 mil euros a quatro IPSS do concelho

O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) aprovou, por unanimidade, na sua reunião de dia 24 de julho, várias propostas que preveem apoios financeiros a quatro Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho, no valor global de 211.643,88 euros. Os valores são atribuídos no âmbito do Regulamento Municipal para Atribuição de Apoios na Área Social (RMAAAS), que foi aprovado e entrou em vigor no final do ano passado. As IPSS contempladas são o Centro Social e Cultural 25 de Abril (4979,81 euros), a Casa do Pai – Centro de Apoio Social (70.606,39 euros), a Obra Social Torre de Vilela (77.066,88 euros) e a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental – APPACDM de Coimbra (58.990,80 euros).

São 4979,81 euros de apoio financeiro ao Centro Social e Cultural 25 de Abril para a implementação do projeto “Resgatar Sorrisos: Brincando e Aprendendo”. Uma IPSS dirigida a crianças beneficiárias do escalão A e B da Segurança Social (atualmente cerca de 80%), que desenvolve respostas sociais para educação pré-escolar (com capacidade para 40 crianças) e Centro de Atividades de Tempos Livres (80 crianças). O projeto que pretende implementar procura “dar resposta às carências diagnosticadas na população beneficiária das suas respostas sociais, nomeadamente: ausência de estrutura familiar de suporte; carências económicas e insucesso escolar”, lê-se na informação. O objetivo é minimizar o impacto que as fragilidades socioeconómicas dos agregados familiares podem produzir sobre as crianças.

Já a Casa do Pai – Centro de Apoio Social desenvolve respostas sociais para mais de 90 idosos, seja em Centro de Dia (com capacidade para 24 idosos), Serviço de Apoio Domiciliário (50 idosos) e Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (20 idosos). A CMC pretende agora atribuir um apoio financeiro de 70.606,39 euros à IPSS, para auxiliar nos custos que a Casa do Pai teve com a construção de um equipamento social, financiado com fundos próprios e com a contratação de um empréstimo bancário.

A Obra Social Torre de Vilela deverá ser auxiliada financeiramente nas obras de renovação do seu equipamento social. São 77.066,88 euros de apoio financeiro que, a ser aprovado, poderá auxiliar a IPSS que se dedica a desenvolver respostas sociais para idosos, mais concretamente Centro de Dia (capacidade para 10 idosos), Serviço de Apoio Domiciliário (15 idosos), Estrutura Residencial para Idosos (19 idosos).

Os restantes 58.990,80euros destinam-se à APPACDM de Coimbra, para apoiar financeiramente a instituição no âmbito das obras de edificação do seu novo equipamento social “Dandélio – Creche e Jardim de Infância”, um projeto com capacidade para 92 crianças (42 em Creche e 50 em Jardim de Infância). Recorde-se que a APPACDM de Coimbra desenvolve uma variedade de respostas e serviços dirigidos às pessoas com deficiência e/ou incapacidade e respetivas famílias.