FIO 2 aposta no bordado com fotografias para reviver memórias do Convento São Francisco

A Câmara Municipal (CM) de Coimbra vai dar continuidade ao projeto artístico FIO |Memórias Como Matéria-Prima, que realizou com a Mistaker Maker no ano de reabertura do Convento São Francisco, em 2016, e se traduziu na pintura de rostos de pessoas ligadas à Fábrica de Lanifícios de Santa Clara em vários espaços da cidade e em localidades vizinhas.  Três anos depois do arranque do primeiro projeto e após a recolha de novas memórias, surge assim o FIO 2, que aposta em workshops de bordado sobre fotografia, orientados pela A Avó Veio Trabalhar, e que resultará numa exposição a realizar no welcome center do Convento São Francisco. O primeiro workshop vai decorrer no Café Santa Cruz, já no próximo dia 14 de março.

No âmbito da programação de abertura do Convento São Francisco, a CM Coimbra deu início, em março de 2016, ao primeiro projeto artístico FIO | Memórias Como Matéria-Prima, com o objetivo de criar linhas de contacto entre a arte, a cultura e a comunidade com base nas memórias do trabalho realizado na Fábrica de Lanifícios de Santa Clara, que laborou no espaço do Convento São Francisco. A vida desta unidade têxtil e as diversas gerações de empreendedores e trabalhadores que por lá passaram serviram de mote ao processo artístico, cujo resultado final se traduziu na pintura dos rostos de pessoas ligadas à unidade fabril em várias ruas da cidade, em localidades vizinhas e no interior do Convento São Francisco. O FIO permitiu descobrir um pouco mais sobre a história do Convento e conferiu uma renovada carga emocional a esse espaço, assumindo-se como um agente de ligação entre diversas comunidades, artísticas, históricas, familiares ou simplesmente locais.

Três anos depois, ao longo dos quais foram recolhidas e acumuladas novas memórias, a CM Coimbra inicia um novo FIO, novamente baseado no universo de vivências associadas ao trabalho na Fábrica de Lanifícios de Santa Clara. O FIO 2| Memórias Como Matéria-Prima é desenhado pela Mistaker Maker | Plataforma de Intervenção Artística, e apresenta-se como um projeto artístico de forte cariz comunitário e participativo, orientado pelas mãos do projeto A Avó Veio Trabalhar, uma iniciativa de aprendizagem e partilha que, através da utilização dos lavores tradicionais e do design, aumenta o poder de intervenção dos seniores na nossa sociedade. 

O FIO 2 propõe, assim, workshops de bordado sobre fotografia, a realizar em locais emblemáticos da cidade, que proporcionem a construção comunitária de peças únicas que contem a história do património imaterial local e, simultaneamente, a narração de novas histórias e memórias através de conversas informais que surjam de forma natural. 

O primeiro workshop está marcado para a próxima quinta-feira, 14 de março, das 15h00 às 18h00 no Café Santa Cruz; o segundo para o dia 15 de março, das 10h00 às 13h00 no Ateneu de Coimbra; e o terceiro, e último, para o dia 16 de março, das 15h00 às 18h00 no Convento São Francisco. O projeto FIO 2 culmina com a realização de uma exposição, de 30 de março a 12 de maio, no welcome center do Convento São Francisco. A mostra poderá ser visitada todos os dias, das 15h00 às 20h00, e a inauguração está marcada para o dia 30 de março, às 16h00.