Cafés históricos reunidos em Coimbra durante dois dias

“Cafés Históricos como Património Cultural” é o mote do encontro internacional que decorre até amanhã, na Casa da Escrita e no Café Santa Cruz, e que conta com o apoio da Câmara Municipal de Coimbra (CMC). Neste encontro, responsáveis de alguns dos mais belos cafés históricos da europa reúnem-se em Coimbra, com vista à partilha de vivências e testemunhos, e debatendo os desafios futuros que se colocam a estes estabelecimentos, que partilham entre si a longevidade, assumindo-se como património imaterial das cidades. A sessão de abertura realizou-se hoje e contou com a presença da vereadora da Cultura da CMC, Carina Gomes.

Esta é a primeira grande iniciativa conjunta entre a Associação de Cafés com História de Portugal - com sede em Coimbra, no Café Santa Cruz -  e a European Historic Cafés Association (EHICA), e teve a sua sessão de abertura, esta sexta-feira, na Casa da Escrita.

Carina Gomes começou por dar as boas-vindas e saudar os presentes. A vereadora da CMC congratulou os cafés que “valorizam os produtos históricos” e salientou o apoio já prestado pela autarquia na criação da Rota dos Cafés com História. A autarca destacou ainda o importante papel cultural que desempenha o Café Santa Cruz, nomeadamente na partilha da cultura de Coimbra, em especial a sua canção. Esta forma de mostrar cultura “é uma característica que partilha com outros cafés”, concluiu Carina Gomes.

Este encontro inclui conferências, tertúlias, reuniões de trabalho, visitas guiadas à Baixa, à Universidade de Coimbra (UC) e ao Museu Nacional Machado de Castro, sessões de fado, degustações, almoços e jantares.

Na sessão de abertura participaram ainda Clara Almeida Santos,  vice-reitora da Universidade de Coimbra; Paula Silva, da Direção Geral do Património Cultual; Ana Paula Pais, em representação do Presidente do Turismo de Portugal; Maria Calado, do Centro Nacional de Cultura; Ana Alcoforado, diretora do Museu Nacional Machado de Castro; Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal; Antero Carvalho, da Direção Regional da Cultura do Centro; Vassilis Stathakis, presidente da EHICA; Maria Mystakidou, diretora de comunicação da EHICA; Zacharenia Simandiraki, coordenadora científica da EHICA; e Vítor Marques, do Café Santa Cruz.