Exposição “Crazy Cloud Time”, de Alvarenga Marques, abre hoje ao público

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) terá patente ao público, na Galeria Almedina (espaço contíguo ao Edifício Chiado), a partir da hoje, a exposição de pintura “Crazy Cloud Time”, da autoria de Alvarenga Marques (Al.Ma.).

Alvarenga Marques (Al.Ma.) nasceu em Moçambique. É Licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes do Porto. Repartida entre o ensino e a criação plástica, tem vindo a explorar preferencialmente as potencialidades permitidas na Pintura. Expões desde 1988. Além das exposições individuais e coletivas participou em diversos workshops e outros eventos.

Sobre a exposição, por Alvarenga Marques:

“Fascinada desde sempre pela figuração, foi pela experimentação que me deparei com um modo de representar em que a reciclagem de imagens foi ganhando força. Citações e transcrições passaram a fazer parte da linguagem visual que adotei num contexto globalizante em que a perceção da obra pode ser vista como um momento de uma história imaginária intrínseca que busca ser reconstruída. Em imaginação completemos a cena, e é do lado do recetor da obra de arte que se revela uma outra historicidade, como dizia Paul Ricoeur.

A estratégia de apropriação possibilitou-me compor abordagens diversas, estabelecendo parâmetros de identificação reconhecíveis pelo espetador numa leitura em que a estranheza e a perplexidade se instalam através do bizarro e do inesperado. Atualmente, utilizo com frequência figuras mediáticas como estrelas pop ou objetos bastante identificáveis em confrontação com imagens típicas, regionais ou tribais.

As imagens de segunda geração (como lhe chamava Chiarelli) são submetidas a novas interações, numa alteração de significados, em que as palavras escritas, rabiscos, ou outras marcas constituem um fluxo de referências, incluídas na representação. Desenhos infantis, simulações de garatujas, surgem numa combinação que remete para outro domínio, ou potencialmente para um ambiente metafísico. Esta forma de vandalização é um modo de interferir ou perverter a realidade fabricada, ou se quisermos, de reterritorialização.”

A exposição estará patente até ao dia 6 de maio, de terça a sexta-feira, entre as 10h00 e as 18h00; aos sábados e domingos, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Encerra à segunda-feira e aos feriados. A entrada é livre.

ALVARENGA MARQUES (Al.Ma.)

Destacam-se, nos últimos anos, as seguintes exposições: 

2018 – O Retrato – Galeria Metamorfose – Porto.

2017 – II Edição Internacional de Livros de Artista no MAB (Museu de Arte da Bahia) - Brasil; 80 Anos, 80 Interpretações de José Rodrigues - Homenagem ao Mestre - Convento de S. Paio, Vila Nova de Cerveira; Lethes Art (1ª edição) - Ponte de Lima; Prémio de Pintura CPC 2017, Congresso Português de Cardiologia - Palácio de Congressos do Algarve – Albufeira; 4ª Bienal Mulheres D’Artes - Museu Municipal de Espinho / FACE – Espinho; ‘Improváveis’ – Galeria Trindade – Porto.

2016 – Quem Conta Um Conto – Museu Soares dos Reis – Porto; Art Map(moving curatorial project) - Ponte de Lima; Arte Urbana em MUPIS "20 artistas na cidade" – AMIarte - Porto; PORTUG’ART exhibition- Grafton Street,23 (Myfair)- D Group – Londres-  U.K.

2015 – “AMIudadamente”- Exposição Coletiva Internacional ‏- AMIarte – Porto; Tributo à Arte Bruta” (Onda Bienal de Gaia) – Antiga esquadra da PSP de Gaia – Vila Nova de Gaia; LP 33 – Gal. Trindade I- Porto; Bienal De Arte de Gaia 2015 - V.N. de Gaia ; 3.ª Bienal Internacional Mulheres D' Artes – Museu Municipal de Espinho – Espinho; Escravas & Deusas – Museu da Carris – Lisboa; Woman With (He)art" – Da Vinci Art Gallery – Porto.

2014 - Coletiva de Pintura – Gal. Por Amor à Arte – Porto; "15+1” – Da Vinci Art Gallery – Porto; É a crise – gal Metamorfose – Porto; 3ª Exposição Shair – gal. Emergentes DST – Braga; Prémio Carmen Miranda 2014, Museu Carmen Miranda – Marco de Canavezes; As tuas histórias - Gal. Trindade – Porto; Mestres da contemporaneidade Artística - Da Vinci Art Gallery – Porto.

2013- “Mulheres e Babuchas” – gal. Porto Oriental - Porto; “Femmes et Babouches”- gal. Espace 181- Paris- França; “50 Artistas de dentro e fora”- CCA Alfândega da Fé.

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS:

2018 – “Near from any Sea” (Retrospetiva) – Galeria Piso Dois (ESF) - Felgueiras

2017 – “Far from any Road” (Retrospetiva) – Fundação AMI Amiarte – Porto; “Color Blind” – Museu do Azulejo de Ovar – Ovar  

2016 – “2 for1” (doblo solo exhibit) Alvarenga Marques+Tim Madeira – Gal. Acervo - Lisboa

2015 – “Higher than the Sun III” – Arte & Cultura - Quinta da Boeira – V.N. Gaia

2013 – “Higher than the Sun II” - 57Artgallery – Viana do Castelo

2012 – “Higher than the sun” - Gal. Trindade – Porto

2007 – “Till the sun turns black” – Gal. Trindade - Porto

2004 – “Screens of memory” – Gal.Trindade - Porto

2002 – “Always on my mind”– Gal. OM – Penafiel.

2000 – “Submerso”– Epicêntro / Arte & Produções Culturais – Porto.

1999 – “Em Terra de Cego” – Gal. OM – Penafiel.

1998 – “Tons Férteis” – Galeria do Município – Matosinhos.

PRÉMIOS:

 2009 – Prémio de Pintura - Encontrarte - Amares

2004 – Prémio Revelação - III Prémio de Artes Plásticas-Baviera Sec.XXI – Museu da Bienal de Cerveira – V.N. Cerveira

2003 – Special Recognition – All Media. Painting III – Period Gallery – Omaha/Nebraska – U.S.A.

2002 – 1º Prémio de Gravura - 7º Salón Internacional Mercosur Diogenes Taborda – Fundación Volpe Stessens – Buenos Aires – ARGENTINA; Mostra Prémio (artisti finalisti) -“IT ART 2002”: 4th Mini Graphic & Painting World Wide Show – Chiesa di S. Maria Della Spina – Pisa - ITALY

2000 – Prémio Aquisição (Magna Artis) – Artistas de Gondomar – Auditório Municipal – Gondomar

1994 – Prémio Revelação – IV Bienal de Gravura – Amadora.