Ministro da Educação elogiou Centro Escolar da Solum

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, visitou ontem (e elogiou) o Centro Escolar Solum Sul, em Coimbra, assinalando deste modo o início do 3.º período escolar do ano letivo 2016/2017. O encontro contou com a presença do vereador da Educação da Câmara Municipal de Coimbra, Jorge Alves, da delegada regional da Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, Cristina Oliveira, e do diretor do Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro, António Couceiro. 

Para Jorge Alves, “a visita do Sr. Ministro da Educação ao Centro Escolar Solum Sul permitiu conhecer de perto a realidade de um trabalho de qualidade na área do pré-escolar e 1º ciclo, que é feito neste Estabelecimento de Ensino”. O vereador da Educação da CMC destaca ainda que o governante pôde “verificar que a medida governamental de alargamento aos 3 anos do pré-escolar tem ampla cobertura através da Rede Pública e Solidária, no caso do Concelho de Coimbra”. Por último, Jorge Alves assinala que Tiago Brandão Rodrigues teve “conhecimento das medidas inovadoras do Município no âmbito da Ação Social Escolar que, no caso de Coimbra, abrangem 57% dos alunos do pré-escolar e do 1º ciclo”.

À chegada ao Centro Escolar, o ministro da Educação foi recebido por alunos da escola que entoaram o hino da Eco escola. De seguida, Tiago Brandão Rodrigues assistiu a uma aula de expressão físico-motora numa turma do 2.º ano. O governante esteve ainda nas salas de aula do 1º, 3º e 4º anos, onde interagiu com os alunos. 

Depois de visitar a biblioteca e o refeitório, passou pelo jardim-de-infância, dialogando com as crianças. No final da sua visita, Tiago Brandão Rodrigues deu os parabéns ao Centro Escolar pelo seu projeto educativo e pelo dinamismo demonstrado.

O Centro Escolar Solum Sul funciona sob a gestão pedagógica do Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro, inserindo-se numa zona urbana de elevada densidade populacional e crescimento urbanístico, na freguesia de Santo António dos Olivais. 

Funciona em dois edifícios, sendo um ocupado com o 1.º ciclo e valências de utilização comum (refeitório, biblioteca, sala de professores, vestiários) e outro onde funciona o Jardim-de-infância. Os dois edifícios estão interligados por uma galeria envidraçada, formando um “L aberto”. 

As salas de aula têm aproximadamente 57 m2, são agrupadas em grupos de 3 em cada lado do L aberto e distribuídas por 2 pisos. O edifício dedicado ao Jardim-de-infância tem duas Salas de Atividades e uma Polivalente, com uma área de recreio coberto que comunica com a zona de pavimento do espaço exterior.