Coimbra sobe 155 lugares no ranking mundial das cidades com mais congressos internacionais

Coimbra subiu 155 lugares no ranking mundial das cidades que receberam mais congressos e convenções internacionais durante o ano 2016, passando a ocupar o 218º lugar da tabela (ocupava o 373º lugar no ranking de 2015). E, a nível europeu, registou também uma subida de 75 lugares relativamente ao ranking de 2015.

A tabela, elaborada pela Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA – International Congress and Convention Association), foi recentemente divulgada e foi também assunto, no período antes da ordem do dia, da reunião do executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) da passada segunda-feira. “É uma boa notícia”, congratulou-se a vereadora da Cultura da CMC, Carina Gomes.

“A esta evolução não é, obviamente, alheia a abertura do Convento São Francisco”, afirmou a vereadora da Cultura da CMC, na reunião de Câmara de segunda-feira, referindo que, em Coimbra, foram 12 os congressos e/ou convenções internacionais validados pela ICCA em 2016, contra cinco em 2015.

Carina Gomes explicou ainda que os critérios da ICCA para a validação dos eventos são rigorosos. É necessário, entre outros requisitos, explicou a vereadora da Cultura da CMC, que os eventos aconteçam com regularidade, que já tenham tido lugar em, pelo menos, três países e que contem, no mínimo, com 50 participantes.

Coimbra acompanhou, assim, a tendência do país, com Portugal a apresentar uma melhoria relativamente aos resultados do ano anterior e a destacar-se, cada vez mais, como um país atrativo para eventos de escala mundial. A ICCA validou 287 congressos e/ou convenções internacionais realizados em Portugal, o que colocou o país no 10º lugar da tabela a nível mundial, subindo duas posições face à sua prestação de 2015 (12º lugar no ranking mundial).

Lisboa é a cidade portuguesa que lidera o ranking, conseguindo manter a qualificação de 9º lugar a nível mundial. Já o Porto subiu 11 lugares, encontrando-se, agora, na 31ª posição a nível mundial. O topo da lista é ocupado por Paris, Viena, Barcelona, Berlim e Londres.