CM Coimbra e SMTUC participam em projeto de investigação sobre a Apneia do Sono

O presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Manuel Machado, e o presidente do Conselho de Administração dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), Jorge Alves, assinaram, esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Município, um protocolo de colaboração com o Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) da Universidade de Coimbra (UC), que visa a integração voluntária de trabalhadores da autarquia num projeto de investigação sobre a deteção precoce da Apneia do Sono. “Esta é uma oportunidade de, através da ciência, as entidades públicas de investigação científica e as de administração poderem contribuir para que a vida melhore”, realçou o presidente da autarquia, desejando o “maior êxito” aos investigadores e aos voluntários.

A preocupação deste executivo municipal com o bem-estar e a saúde da população levou à criação, no início deste mandato, de um pelouro para a área da Saúde, com competências delegadas na vereadora Regina Bento. A promoção da saúde e a prevenção da doença junto da população assumiram, assim, um lugar prioritário na ação da CM Coimbra e uma das primeiras medidas da autarquia foi a integração de Coimbra na Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis. Uma rede que se rege pelos princípios da Organização Mundial de Saúde (OMS) e que tem como missão apoiar e promover a definição de estratégias locais de promoção da saúde, nomeadamente através da cooperação entre os municípios membros e entre estes e entidades que reforcem esse compromisso de implementação de políticas locais de promoção de saúde.

 

Ora, esta parceria entre a CM Coimbra, os SMTUC e o CNC enquadra-se nesta perspetiva da rede. O CNC tem vindo a desenvolver um projeto de investigação sobre a Apneia do Sono, que tem como objetivo desenvolver um método de diagnóstico mais rápido, preciso e sensível da doença. Isto porque, apesar desta ser das perturbações do sono mais comuns, a OMS estima que 80 a 90% dos casos de indivíduos com Apneia do Sono não tenham sido ainda diagnosticados e, como tal, tratados. E é aí que surge o desafio do CNC aos SMTUC, que se estendeu à CM Coimbra. É que esta perturbação acontece, com frequência, entre a população masculina que trabalha por turnos, pelo que os condutores profissionais são um grupo de risco que é necessário estudar.

 

“Os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra têm uma missão fundamental, que é transportar pessoas, e estamos naturalmente interessados em que os 475 trabalhadores adiram voluntariamente a este estudo científico”, afirmou o presidente do Conselho de Administração dos SMTUC, e também vereador da CM Coimbra, Jorge Alves, confessando ser um utilizador das consultas de Apneia do Sono. Jorge Alves garante que, apesar de não ter sido fácil a adaptação ao tratamento, nota “melhorias significativas”. “Dormir é fundamental para quem tem que trabalhar no dia seguinte e este é daqueles problemas que nós, às vezes, desvalorizamos”, acrescentou.

 

O presidente do CNC, João Ramalho Santos, pegou nas palavras do vereador para explicar a importância do projeto. “O que é que fazem os investigadores? Essencialmente, procuram coisas novas, que funcionem e que depois, mais tarde, os cuidadores apliquem. É isto que estamos aqui a fazer. Isto é investigação científica”, afirmou João Ramalho Santos. “Mais tarde, daqui a dois ou três anos, o senhor vereador irá a uma consulta de Apneia do Sono e terá uma coisa completamente nova, se calhar não tão desagradável como tem agora e muito mais simples de se fazer”, acrescentou, agradecendo todo o apoio da CM Coimbra e dos SMTUC nesta missão.

 

A CM Coimbra e os SMTUC vão, então, participar nesse projeto de investigação, intitulado “A deteção precoce da Apneia do Sono como uma nova estratégia para atrasar o envelhecimento”, que é financiado por fundos nacionais e europeus. Os objetivos da parceria passam pelo desenvolvimento de ações de sensibilização na área do sono junto dos trabalhadores da autarquia – nomeadamente em datas como o Dia Mundial do Sono, a Semana Internacional do Cérebro, a Semana da Ciência e da Tecnologia e a Noite Europeia dos Investigadores – e pela integração desses trabalhadores no projeto de investigação do CNC. Essa integração é realizada de forma voluntária e por escrito, mantendo-se sempre o anonimato e a confidencialidade dos participantes. 

 

A sessão de assinatura do protocolo contou ainda com a presença dos vereadores da CM Coimbra, Carlos Cidade, Regina Bento e Madalena Abreu, da vice-reitora da UC para a área da Investigação, Cláudia Cavadas, entre outras personalidades.  A seguir à assinatura do protocolo, realizou-se uma ação de sensibilização sobre a Apneia do Sono, dirigida aos funcionários municipais, realizada pelas investigadoras do CNC, Ana Rita Álvaro e Letícia Gaspar.