Estação Coimbra B será um importante complexo intermodal

A Estação Coimbra B será requalificada para se assumir como um importante complexo intermodal. A garantia foi dada, esta manhã, por António Laranjo, presidente da Infraestruturas de Portugal (IP), na apresentação do estudo prévio do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM) para os troços “Portagem – Alto de S. João” e “Coimbra B – Portagem”, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Município. A solução agrada ao presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Manuel Machado, que salientou que "tudo está a ser feito de maneira a que haja uma fluidez de trânsito junto ao, ainda, apeadeiro velho".

António Laranjo revelou que está prevista uma requalificação para que Coimbra B passe a ser a “estação central”, com a relevância e grandiosidade que merece, com “relação primordial” com o SMM, e com todos os serviços da CP e IP até agora dispersos pela cidade.

Uma solução que agrada ao presidente da CM Coimbra, Manuel Machado, que à margem da cerimónia revelou aos jornalistas que o desenho da nova Estação já está a ser trabalhado há muito tempo.

“O ‘interface intermodal ferrovia – Sistema de Mobilidade do Mondego – autocarros- táxis’ é decisivo e nós já estamos há anos a trabalhar nisso. Tudo está a ser feito de maneira a que haja uma fluidez de trânsito junto ao, ainda, apeadeiro velho”, sublinhou Manuel Machado.

Na apresentação multimédia da IP que serviu de suporte à intervenção de António Laranjo, é descrito que a requalificação na Estação Coimbra B prevê o “aumento da intermodalidade, da ligação aos transportes e veículos privados; a integração plena com o interface do MetroBus do Mundego; a melhoria dos acessos viários e pedonais, incluindo passagem inferior para passageiros; a melhoria substancial da estação e das suas instalações; novas bilheteiras e salas de espera; novas coberturas; e a reformulação do layout ferroviário para acomodar os serviços que hoje vão a Coimbra Cidade”.