Trânsito suspenso na Av.ª Cidade Aeminium a partir de segunda-feira para obras de requalificação da margem

A partir de segunda-feira, dia 14 de janeiro, o trânsito vai estar suspenso na Av.ª Cidade Aeminium, entre a rotunda da Ponte Açude e a Estação de Coimbra A, para execução de trabalhos da empreitada municipal para requalificação do espaço público e estabilização dos muros da margem direita do Rio Mondego. Uma obra que representa um investimento superior a 7M€.

A obra está a cargo do consórcio Opway Engenharia S.A./Construtora do Infantado – Sociedade de Construções, Lda., vencedor de um concurso público internacional, que dispõe de cerca de um ano e meio para concluir a obra, que representa um investimento de 7.101.123,33 euros (IVA incluído).

Esta empreitada pretende valorizar a zona ribeirinha da cidade, através da execução de muros de contenção na margem direita do Rio e a requalificação das avenidas Cidade de Aeminium e Emídio Navarro nas faixas confinantes com o Rio. Acresce a estabilização, recuperação e criação de estruturas de contenção da margem direita do Rio entre a ponte de Santa Clara e o Açude-Ponte de Coimbra, que apresentam atualmente troços de preocupante degradação. A reabilitação dos muros de contenção marginal do Rio Mondego será feita através da construção de microestacas e vigas de coroamento.

O espaço público confinante será requalificado, incluindo, para além dos trabalhos de terraplenagem e pavimentação, a reformulação das redes de saneamento, eletricidade e iluminação pública e a execução de trabalhos de sinalização rodoviária e de integração paisagística.

O custo desta intervenção terá uma comparticipação europeia de 85%, através do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), no âmbito do quadro comunitário de apoio ‘Portugal 2020’, assegurando o Município de Coimbra a contrapartida nacional (15%).

 

Parques de estacionamento da Praça das Cortes, do Polis-Parque Verde do Mondego, da Ecovia-Casa do Sal e do Convento São Francisco são alternativas

A suspensão de trânsito na Av.ª Cidade Aeminium vigorará até 12 de agosto de 2020, pelo que os Parques de estacionamento da Praça das Cortes (175 lugares, sendo dois reservados a pessoas com mobilidade reduzida) e do Polis-Parque Verde do Mondego (475 lugares, sendo oito para pessoas com mobilidade reduzida) são alternativas para estacionamento. Para estes parques é possível dispor de um cartão de utilizador frequente que tem o custo de 15€/mensais, a que acresce a emissão inicial do cartão por 10€.

Ambos os parques são gratuitos aos sábados, domingos e feriados, enquanto nos dias úteis funcionam das 07h00 às 20h00. Para utilizadores ocasionais (que não possuam cartão de utilizador frequente) o tarifário é de 0,20€ nos primeiros 15 minutos, a que acrescem 0,10€ por cada período igual de tempo até à primeira hora e meia de parqueamento. Após esse período acresce 0,05€ por cada 15 minutos.

Por seu turno, o Parque Ecovia-Casa do Sal (146 lugares) funciona nos dias úteis, das 07h30 às 18h00. O acesso ao parque poderá ser realizado através de três modalidades. O Passe Rede Geral (35€/mensais), é um cartão que pode ser adquirido nas Lojas SMTUC e que confere o direito a estacionar o veículo e a viajar em todas as carreiras regulares dos SMTUC. Todavia, existe também a possibilidade de validar títulos diários no Parque, que incluem estacionamento e 2 deslocações (2,60€) ou 4 deslocações (4,20€). As viagens são válidas em todas as carreiras regulares dos SMTUC no próprio dia, em que cada deslocação permite viajar com transbordo pelo período de uma hora.

Já o Parque de estacionamento do Convento São Francisco dispõe de 500 lugares de estacionamento gratuito.