Câmara líquida empréstimo dos Bombeiros Voluntários de Brasfemes

O executivo da Câmara Municipal (CM) de Coimbra aprovou, na sua reunião de sexta-feira, uma proposta de apoio financeiro de 88.200 euros à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Brasfemes (AHBVB), de forma a liquidar os 56.910 euros que restam do empréstimo bancário assumido para fazer face à construção do quartel (que ficou concluído em janeiro de 2005); e o investimento de 31.290 euros para remodelar e criar melhores condições de conforto, nomeadamente através da construção de uma camarata feminina.

Foi no passado dia 8 de dezembro, na sessão solene da cerimónia comemorativa do 79.º aniversário da AHBVB, que o presidente da CM Coimbra, Manuel Machado, assumiu publicamente que a autarquia ia ajudar a pagar o resto da dívida que os Bombeiros Voluntários de Brasfemes contraíram à banca para fazer face às obras de construção do quartel. A este valor acresce ainda o investimento que ascende a 31.290 euros para remodelar e criar condições de conforto no quartel, através da construção de uma camarata feminina, respetivos balneários, instalação de painéis solares para aquecimento de águas e construção de estrutura destinada ao parqueamento de viaturas operacionais.

“O compromisso foi assumido e é para cumprir e, se tecnicamente houver condições para o fazer, os cerca de 88 mil euros serão entregues à associação ainda este ano”, garantiu Manuel Machado, na cerimónia de 8 de dezembro. O autarca elogiou o “trabalho notável” da associação, a sua “capacidade de regeneração e mobilização” e a boa colaboração com os serviços municipais de Proteção Civil, dando como exemplo a sua prestação aquando da passagem da tempestade Leslie ou das operações de limpeza das faixas de gestão de combustível para evitar os incêndios.

A atividade da AHBVB em prol da população remonta já a 1939.