Congresso internacional no Convento São Francisco homenageia Saramago 20 anos depois do Nobel

O Convento São Francisco, em Coimbra, vai acolher, nos dias 8 a 10 de outubro, o congresso internacional "José Saramago: 20 anos com o Prémio Nobel", num evento que terá a presença do Presidente da República, do ministro da Cultura e do Presidente da Câmara Municipal de Coimbra.

O congresso, organizado pelo Centro de Literatura Portuguesa (CLP) da Universidade de Coimbra e pela Câmara Municipal, vai contar com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, o presidente da autarquia, Manuel Machado, e a presidente da Fundação José Saramago, Pilar del Río, na cerimónia de abertura, pelas 09h30.

"A expectativa do congresso é dupla. Primeiro: que se faça uma atualização do conhecimento em torno do escritor, nestes 20 anos subsequentes à atribuição do Prémio Nobel da Literatura e também naqueles que se seguiram à sua morte, em 2010. Segundo, que essa atualização abra novas pistas de análise da obra de Saramago, especialmente em âmbito académico", sublinha o coordenador da comissão executiva do congresso, Carlos Reis, citado no comunicado enviado pela Faculdade de Letras.

Durante o primeiro dia, será entregue o primeiro prémio do concurso de ensaio sobre José Saramago, destinado a estudantes do ensino secundário, tendo também lugar uma apresentação intitulada "Último Caderno de Lanzarote", do professor Carlos Reis, sobre o inédito do escritor, que vai ser publicado. De acordo com a FLUC, do programa constam conferências plenárias por docentes da Universidade do Rio de Janeiro, Universidade de Leeds, Universidade de Bolonha, realizando-se ainda três mesas plenárias centradas nos temas "Personagens e identidades", "Diálogo sobre Deus e Saramago" e "Outros Saramagos: transmediações".

Durante os três dias de congresso, serão apresentadas cerca de 60 comunicações e deverão participar cerca de 300 pessoas, entre docentes, investigadores, alunos e público em geral. O encerramento do congresso estará a cargo da presidente da Fundação José Saramago, Pilar del Río, sendo posteriormente apresentada uma adaptação dramatúrgica de "O Ano da Morte de Ricardo Reis", pela companhia Éter.

Mais informações aqui.

Lusa / CM Coimbra