CM Coimbra investe 1,4M€ em obras nas freguesias

O presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Manuel Machado, assinou, esta tarde, na Sala de Sessões dos Paços do Município, os Contratos Interadministrativos de Delegação de Competências nas Juntas e Uniões de Freguesias do concelho. Os 18 contratos totalizam um investimento municipal de 1.390.690 euros em obras nas freguesias.

A freguesia de Santo António dos Olivais recebe da autarquia 193.230 euros, verba essa que permite, entre outras, realizar a “Construção de muros na Travessa da Rua António Jardim – Santo António dos Olivais”, no valor de 55.000 euros, a “Requalificação da Rua Infanta D. Sancha - Celas”, no valor de 17.000 euros, e a “Requalificação das Escadas da Rua Dionísia Camões - Quinta da Maia”, no valor de 15.000 euros.

Já a União das Freguesias de Coimbra recebe 133.463 euros. Esta verba possibilita, entre outras intervenções, a “Reconstrução do passeio na Rua dos Combatentes da Grande Guerra”, no valor de 43.751,29 euros, a “Requalificação das Escadas do Cidral”, no valor de 39.669,92 euros, e a segunda fase da “Reconstrução dos passeios na Avenida Marnoco e Sousa”, no valor de 31.700 euros.

A União das Freguesias de Trouxemil e Torre de Vilela recebe 255.858 euros, sendo que 196.863 dizem respeito a obras que transitam de anos anteriores, dado que as 28 obras delegadas não foram executadas pelo anterior executivo da freguesia. Agora, de acordo com a informação dos serviços “o atual Executivo, após ter visitado os locais da União e ouvido a população, tendo verificado que as necessidades tinham mudado e que existiam obras de maior premência para executar”, propôs à CMC a anulação das 28 obras e a integração de nove outras com o mesmo valor global, que inclui, por exemplo, a “Conclusão da requalificação do parque infantil e sénior de Torre de Vilela” (40.000 euros) e a “Requalificação da Rua dos Chãos, Beco do Cimo da Rua, Rua da Barroca do Poço, Beco dos Lopes, Beco da Fonte e Rua da Escola – Vilela” (40.000 euros). Relativamente ao Contrato de 2018 (no total de 58.995), inclui, entre outras, a “Requalificação da Rua da Junqueira – Fornos” (30.000 euros).

A União das Freguesias de Eiras e São Paulo de Frades recebe 102.689 euros, verba que vai permitir, entre outras concretizações, a “Requalificação de passeio na Estrada de Eiras, no Bairro de Sta. Apolónia”, no valor de 21.568,72 euros, a “Requalificação do Cemitério de São Paulo de Frades”, no valor de 6700 euros, e a “Construção de passeio e encaminhamento de águas pluviais na Rua António Correia de Oliveira – Novo Horizonte”, no valor de 21.210 euros.

Já em S. Martinho do Bispo e Ribeira de Frades (total de 119.217 euros), a obra “Alargamento da Rua do Chafariz (construção de muro e passeio) – S. Martinho do Bispo” está orçada em 30.000 euros, e a “Construção de gavetões e ossários no cemitério de S. Martinho do Bispo” terá o custo de 18.600 euros.

Em Souselas e Botão (total de 84.537 euros), as obras a realizar são a “Construção de parte dos balneários no Campo do Calvário, em Souselas” (36.537 euros), a “Correção da Curva na Rua dos Calços, na Zouparria” (38.000 euros) e o “Encaminhamento das águas pluviais na Rua José Soares, em Larçã” (10.000 euros).

Já a União das Freguesias de Santa Clara e Castelo Viegas recebe um total de 128.868 euros, sendo que 24.000 euros são ainda referentes a obras que transitam de anos anteriores. Relativamente ao Contrato de 2018 (no total de 104.868), este inclui, entre outras, a “Requalificação da Rua da Liberdade e do Largo Santo no Bordalo” (22.000 euros).

A freguesia de Almalaguês recebe 65.372 euros, verba que possibilita, por exemplo, a “Construção de passeio na Rua da Courela, na Ribeira de Flor da Rosa”, no valor de 38.872 euros, e a “Repavimentação da Rua do Pinhal (Abelheira), Rua do Jerónimo (braçais), Rua do Cavaleiro (Almalaguês) e Rua da Bela Vista (Portela do Gato)”, no valor de 16.500 euros.

Já a freguesia de Ceira (total de 49.251 euros), vai despender 19.701 euros na “Construção de muro de suporte à Rua da Eira Velha” e 8500 euros na “Construção de muro de suporte à Rua da Lomba – S. Frutuoso”.

Em Cernache (total de 69.038 euros) vai efetuar-se a “Construção de passeio na Rua Campos Figueiredo - Cernache”, no valor de 26.000 euros, e a “Construção de muro e alargamentos da via na Rua Fonte da Lapa – Casconha”, também pelo valor de 26.000 euros.

Já nas uniões de freguesias, em Antuzede e Vil de Matos (total de 68.937 euros), a “Requalificação do espaço junto ao posto de abastecimento de combustíveis da Cidreira e construção de instalações sanitárias no Parque Verde da Cidreira” está orçada em 14.230 euros, e a “Construção de passeios em Rios Frios e Vil de Matos” em 26.620 euros.

Em Assafarge e Antanhol (total de 74.801 euros), a “Construção de passeio na Estrada da Ponte – Antanhol” vai custar 33.090 euros.

Em S. Martinho de Árvore e Lamarosa (total de 54.148 euros) a obra de “Construção de Parque Infantil no Largo de St.º António – Sandelgas” apresenta um custo de 8000 euros.

Em Taveiro, Ameal e Arzila (total de 68.696 euros), a “Requalificação da Rua de Condeixa em Arzila” custará 13.500 euros.

Na freguesia de S. João do Campo (total de 27.967 euros) vai efetuar-se a “Construção do Parque de Merendas, em S. João do Campo”, no valor de 20.000 euros, e a “Construção do Parque Infantil na Rua do Carvalheiro”, no valor de 7.967 euros.

São Silvestre recebe 26.789 euros, verba que vai permitir, entre outras concretizações, a “Pavimentação em betuminoso da Rua Afonso Costa em Quimbres” (4081 euros) e a “Requalificação do espaço envolvente ao lavadouro em Quimbres” (4000 euros).

Já na freguesia de Torres do Mondego (total de 54.009 euros), a “Casa mortuária e espaço multiusos do Dianteiro – conclusão” vai custar 29.009 euros.

A freguesia de Brasfemes recebe um total de 34.683 euros, que vai permitir a “Construção de parque de estacionamento junto ao Campo de Mualdes em Brasfemes”.

Desde 2015 que o apoio às Freguesias tem vindo a ser reforçado. Em 2015 e 2016, o apoio global às Freguesias foi de cerca de 2.7 milhões de euros, em 2017 foi superior a 3 milhões de euros e para 2018 estima-se que seja superior a 3.06 milhões de euros.