Cirurgião Manuel Antunes homenageado

O diretor do Centro de Cirurgia Cardiotorácica (CCT) do Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra (CHUC), Manuel Antunes, foi ontem à noite homenageado, num jantar de gala que decorreu na antiga igreja do Convento São Francisco.

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, esteve presente na homenagem, promovida pelo Círculo de Amigos do CCT, que pretendeu assinalar os 30 anos do Centro e reconhecer o médico que lidera a equipa desde o início e que conta já com 45.000 cirurgias cardíacas e pulmonares realizadas e 358 transplantes cardíacos. Uma homenagem que coincidiu, também, com o 70.º aniversário de Manuel Antunes e com a sua jubilação.

“É uma figura absolutamente singular na história médica, científica e universitária de Coimbra. É um «estrangeirado», na aceção mais pura - e mais rara - da palvra: um português que, lá fora, contactou e absorveu novas correntes e novas práticas - e que veio para Coimbra exercer essas práticas e ensiná-las".

Mas “mais do que querer ensinar, Manuel Antunes quis fazer! E fez, fez muito!", destacou Manuel Machado, salientando ainda que o cirurgião foi "pugnando sempre [e citando Manuel Antunes] «por um Serviço Nacional de Saúde forte, competente, e capaz de competir com o privado»”, destacou.

Manuel Machado salientou ainda os valores humanistas de Manuel Antunes, garantindo que serão estes valores humanistas “a salvar o SNS (...) e que hão-de manter a escola médica de Coimbra distinta e autónoma das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto”.

“Em nome e em legitima representação dos conimbricenses permita-me que lhe expresse o reconhecimento e a gratidão desta cidade por a ter feito sua e por lhe ter dedicado os anos mais produtivos, mais inovadores e mais brilhantes da sua vida profissional”, concluiu Manuel Machado.

Manuel Antunes recebeu as mais diversas comendas e distinções nacionais e profissionais e tem realizado cirurgias no mundo inteiro, incluindo no âmbito de missões humanitárias, como por exemplo no Instituto do Coração de Maputo, em Moçambique, e, mais recentemente, em Amã, Jordânia, onde operou 14 crianças refugiadas sírias.

O Círculo de Amigos do Centro de CCT dos CHUC, responsável pela realização desta homenagem, foi fundado em 24 de novembro de 1999 com o objetivo de ajudar os doentes operados no CCT e contribuir para a formação dos profissionais do serviço.

Várias personalidades políticas e profissionais estiveram presentes na homenagem, nomeadamente Manuel Alegre, Aníbal Cavaco Silva, Maria de Belém Roseira, Leonor Beleza, Luís Marques Mendes, Rosa Reis Marques, Miguel Guimarães, João Gabriel Silva, Duarte Nuno Vieira, entre muitos outros.