Câmara investe mais de meio milhão de euros em faixas de gestão de combustível

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) está a investir mais de meio milhão de euros na criação de corredores de segurança em várias zonas prioritárias do concelho, identificadas no Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios. No domingo, na cerimónia de comemoração dos 129 anos da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Coimbra, o presidente da CMC, Manuel Machado salientou que este é um investimento “para assegurar a acessibilidade a pontos de água, a pontos críticos e garantir que se chega a tempo do socorro”.

O investimento da autarquia é de 539.138,55 euros (IVA incluído), para a aquisição de serviços de execução de faixas de gestão de combustível em Coimbra Norte, Este e Sul.  Uma medida que pretende garantir a segurança e acessibilidades necessárias em casos de combate a incêndios. A autarquia celebrou, para isso, três contratos: dois com a empresa Perene, SA., para a aquisição de serviços de execução de faixas de gestão de combustível em Coimbra Norte (137.626,61 euros) e Coimbra Este (219.902,93 euros); e um com a empresa JJFLINVEST, Lda. para aquisição de serviços de execução de faixas de gestão de combustível em Coimbra Sul (181.609,01 euros).

“É expectável que tenham um ano difícil de trabalho. O que aconteceu o ano passado ficou gravado na nossa memória coletiva e agora a nossa preocupação é com a prevenção”, afirmou ainda o presidente da CMC durante a cerimónia de domingo, no Salão Nobre dos Paços do Município, considerando que “a prevenção arranca com cada um dos cidadãos e alarga-se com todos. Cada um de nós faz parte da proteção civil do nosso território e este é o caminho”.

A CMC está a fazer para “garantir que se chega a tempo do socorro”, apostando em corredores de segurança nas zonas críticas identificadas, nomeadamente nas Torres do Mondego, Santo António dos Olivais, Ceira, Botão, Trouxemil e Almalaguês, referiu ainda o autarca.