Cortejo da Queima das Fitas deixou nas ruas de Coimbra 25 toneladas de resíduos

Os serviços de limpeza de Coimbra recolheram cerca de 25 toneladas de resíduos provocados pelo cortejo da Queima das Fitas de 2018, que decorreu na tarde de domingo, informou hoje o município. A quantidade de resíduos, que começaram a ser recolhidos logo após a saída, da Universidade, na Alta da cidade, ao final da tarde de domingo, do último dos 93 carros alegóricos que integraram o desfile, é idêntica à registada no cortejo de 2017, disse o vereador da maioria socialista Carlos Cidade, durante a sessão de hoje do executivo municipal de Coimbra.

A operação envolveu 81 operacionais e 30 meios mecânicos, acrescentou o vice-presidente da Câmara e vereador responsável pelo pelouro do Ambiente da Câmara de Coimbra.

A manutenção do volume de resíduos provocados pelo cortejo deste ano (em relação a 2017) explica-se, em boa medida, com as campanhas que, nesse sentido, têm vindo a ser promovidas sobretudo pelos estudantes, e da substituição das garrafas de vidro por vasilhame de lata.

Em 2016, do desfile dos estudantes de Coimbra resultaram cerca de 30 toneladas de lixo.

A edição deste ano da Queima das Fitas de Coimbra, que teve início no dia 04, com a serenata monumental na Sé Velha, e termina na sexta-feira, é classificada, pelos organizadores, como uma edição mais amiga do ambiente.

LUSA