CMC vai requalificar vedação do Aeródromo Municipal Bissaya Barreto

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) vai avançar com a obra de requalificação da vedação do Aeródromo Municipal Bissaya Barreto, que se encontra em estado de degradação e necessita de uma intervenção de urgência, tal como indicado pela Autoridade Nacional de Aviação Civil. Com esta obra, a autarquia garante, assim, a segurança no local, ao impedir o acesso de pessoas não autorizadas e animais às áreas operacionais do Aeródromo, tal como indica a lei. A empreitada foi entregue à empresa Lado Renovado – Construções, Lda. pelo valor de 116.038,31 euros (IVA incluído) e tem um prazo de execução de 60 dias.

O crescimento da vegetação através da própria rede da vedação do Aeródromo e a natural degradação da mesma levou à existência de vários buracos na rede da vedação. Esta anomalia será agora reparada de forma a cumprir as exigências da lei, que indica que “a inexistência de vedação das áreas operacionais, de forma a impedir a intrusão de vida animal ou de pessoas não autorizadas, conforme previsto na alínea f), do n. º 1 do art.º 15”, constitui contraordenação, lê-se na informação realizada pelos serviços municipais.

A informação foi prestada pelos serviços municipais e também pela Autoridade Nacional de Aviação Civil, que constatou o facto na sua última inspeção ao local. A CMC apressou-se a realizar o projeto de execução da empreitada, realizado pela Divisão de Estudos e Projetos da autarquia, e a avançar com os procedimentos exigidos legalmente para a execução da obra. A empresa Lado Renovado – Construções, Lda. venceu o concurso, ao apresentar o preço mais baixo, e viu, assim, a obra a ser-lhe entregue, na semana passada, pelo valor de 116.038,31 euros (com IVA incluído), com um prazo de execução de 60 dias contínuos, incluindo sábados, domingos e feriados.

A empreitada consiste “na desmatação e decapagem do terreno em toda a extensão da vedação, colocação de vedação em rede elástica no topo, cravação de grampo/gancho em varão nervurado para fixação da rede, substituição e reparação de parte da rede danificada e realização de um pavimento em tout-venant confinante com a rede”, segundo a informação dos serviços municipais.

O Aeródromo Municipal Bissaya Barreto é uma infraestrutura aeroportuária que integra a rede secundária de aeródromos nacionais, certificada pela Autoridade Nacional de Aviação Civil como aeródromo de Classe II, com validade até maio de 2019.