Começam hoje a ser instalados mais 14 mil contadores com o sistema de telemetria

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, instalou hoje o novo Conselho de Administração da Águas de Coimbra, E.M. Numa cerimónia que contou com a presença dos jornalistas, foram apresentados os resultados da primeira fase do projeto de telemetria e anunciada a instalação de mais 14 140 contadores a partir de hoje.

Victor Carvalho dos Santos, licenciado em Economia, e José Monteiro Gonçalves, Professor do Ensino Superior Politécnico, continuam nas suas funções de presidente e de vogal não-executivo, respetivamente, da empresa municipal Águas de Coimbra (AdC), ao passo que Miguel Correia, Jurista, é o novo vogal executivo. Esta é a composição do novo Conselho de Administração da Águas de Coimbra, E.M., eleito no passado dia 29 de dezembro e hoje instalado por Manuel Machado que desejou felicidades e sucesso para este novo ciclo.

Na sessão que contou com a presença dos jornalistas, foi anunciado o início da segunda fase de implementação do projeto de telemetria, avançando com a instalação, a partir de hoje, de mais 14 140 contadores equipados com esta tecnologia.

Recorde-se que os primeiros 6700 contadores preparados para serem monitorizados à distância foram instalados no primeiro trimestre de 2017, no designado sistema da Cumeada, que abrange zonas residenciais da Baixa, da Alta, de Celas e de parte da Solum.

Estando o sistema de telemetria a operar há mais de meio ano, com este conjunto de clientes, e após uma avaliação técnica positiva deste período de funcionamento, decidiu avançar-se com a segunda fase do projeto, agora no sistema de Pinhal de Marrocos, que inclui grande parte da Solum, Bairro Norton de Matos e Quinta da Portela.

Este projeto baseia-se na tecnologia de telemetria de longo alcance (rádio VHF) e prevê a instalação de um total de 20.840 contadores de água, correspondendo a um investimento de cerca de dois milhões de euros.

Com esta solução tecnológica, os contadores ficam ligados por rádio frequência a equipamentos concentradores, que, por sua vez, emitem via GSM/GPRS para o sistema central, onde são recolhidos e processados os dados.

As vantagens da telecontagem são claras e beneficiam não só a relação comercial com o cliente, como também a eficiência dos serviços. A faturação passa a ser feita com base na leitura real, eliminando a estimativa de consumo. Para além disso, esta tecnologia é um excelente instrumento na luta contra as perdas de água, já que permite, com maior celeridade, detetar fugas nos sistemas.

Além destas vantagens, há outras. O sistema de telemetria permite que, sem sair das instalações da AdC, seja possível, através de um sistema de alertas, perceber se, relativamente aos clientes que possuem esta tecnologia, existe um consumo excessivo, ausência de consumo ou um consumo permanente. Em qualquer um destes casos, a empresa consegue rapidamente perceber o problema, avisar o cliente e intervir, se houver necessidade.

Neste processo de aquisição e implementação de um sistema de telemetria, a AdC tem estado atenta às questões de segurança inerentes à solução técnica de transmissão de dados via rádio VHS, assegurando junto da empresa fornecedora que os equipamentos que serão instalados estão devidamente testados contra quaisquer tentativas de fraude.

Os dados que chegam em permanência à unidade central permitem, aos serviços da AdC, detetar situações anómalas, como a verificação de consumo de água numa instalação que não tenha contrato ativo, ou casos de vandalismo, se o equipamento se danificar.