CMC inicia remoção de espécie invasora agressiva no canal da margem esquerda do Parque Verde do Mondego

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) iniciou, ontem, a remoção de elódea-africana no canal da margem esquerda do Parque Verde do Mondego. A situação foi detetada pelo Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra alertando para a presença da espécie Lagarosiphon major (elódea-africana).

Tratando-se de uma espécie invasora agressiva, de controlo obrigatório, cuja presença coloca em risco a biodiversidade autóctone e os serviços ecológicos das massas de água, mas também se revela um grande constrangimento à navegabilidade do canal e ao seu uso para a prática desportiva, a CMC assumiu, de imediato, a remoção da espécie.

Os trabalhos foram iniciados ontem e seguem um protocolo estabelecido para esta operação. Neste momento, foi já removida a espécie em cerca de ¼ da extensão do canal. Os trabalhos serão retomados amanhã.