Magia do presépio da Companhia de Bombeiros Sapadores de Coimbra volta a encantar

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, inaugurou, esta manhã, o tradicional presépio da Companhia de Bombeiros Sapadores de Coimbra (CBSC), instalado no respetivo quartel, situado na Avenida Mendes Silva, mantendo uma tradição iniciada há mais de 90 anos. O vice-presidente da CMC, Carlos Cidade, os vereadores, Carina Gomes, Jorge Alves, e o comandante da CBSC, Paulo Palrilha, entre outras personalidades, também participaram na inauguração.

E se o presépio da CBSC já é mágico o momento de inauguração foi ainda mais abrilhantado pelos alunos do 3º e do 4º ano da Escola do Areeiro, que cantaram vários temas de Natal. O presidente da CMC elogiou o trabalho desenvolvido pelos bombeiros e destacou a importância deste evento ”para a sensibilização das crianças e seus pais para o combate aos incêndios”. Segundo Manuel Machado o presépio permite “ incutir nestes jovens um espirito solidário e compreensivo de cidadania responsável” e ainda incentivar “uma relação de proximidade entre as escolas e o trabalho que é feito pelos bombeiros”, frisou.

Por seu turno, Paulo Palrilha referiu que o presépio e a sua exposição são um ponto de referência nas festividades natalícias da cidade de Coimbra. “A tradição tem-se mantido todos os anos” no entanto e “devido ao número de ocorrências excecional verificado (…) a exposição é menor este ano”, explicou o comandante. Esta representação do nascimento do “Menino Jesus” é visitada, anualmente, por mais de duas mil pessoas, para além das escolas, sublinhou.

Este projeto iniciou-se ainda nas antigas instalações, na Avenida Sá da Bandeira, e, em 2004, foi transposto para o atual Quartel dos Bombeiros Sapadores/Casa Municipal da Proteção Civil.

O presépio contém cerca de 150 figuras de barro pintado, com um terço destas a representar animais, numa área de 60 m2. No espaço exterior, podemos encontrar um estábulo com animais vivos.

Toda a dinâmica do presépio é movida por um motor principal e complementada por inúmeras luzes. Ao longo dos anos, foram sendo construídos vários engenhos, por iniciativa e entusiasmo dos bombeiros da CBSC. Entre eles, a abertura da porta do castelo, o lagar do azeite, a oficina do ferreiro, a serração, a cegonha ou picota, a fonte, o lago, a nora, os moinhos movidos a água e a vento, além da gruta onde nasceu o “Menino Jesus”. 

Na construção do presépio tem sido dada prioridade à reciclagem, através da utilização de múltiplos materiais originalmente construídos com outros propósitos. Entre eles, a roda de um carro de mão, o volante e a bomba de água de uma máquina de lavar roupa, correntes de mota, carretos e pedaleiras de bicicleta, entre muitas outras peças. Na maior parte dos engenhos, apenas é feita a sua recuperação e manutenção. Alguns deles têm dezenas de anos e sobreviveram ao tempo de vida dos seus autores.

A realização do presépio tem a participação de todos os pelotões da CBSC, cabendo, a cada um, trabalho específico (iluminação, presépio, estábulo e exposição). Trata-se de um trabalho de equipa cuja execução demora mais de um mês. Poderá ser visitado até ao próximo dia 7 de janeiro de 2018.