Nova sede da Plural é um exemplo de regeneração urbana e uma alavanca de desenvolvimento

A cooperativa de distribuição de medicamentos Plural inaugurou, esta manhã, a sua nova sede, no n.º 35 da Rua Manuel Madeira, local onde já laborou a antiga Fábrica de Cervejas de Coimbra, na Zona Industrial da Pedrulha. O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, marcou presença na iniciativa, na qual participaram ainda a presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), Rosa Reis Marques, a Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, e o anfitrião, presidente do Conselho de Administração da Plural, Miguel Silvestre.

Manuel Machado realçou a obra notável da Plural, e afirmou que este exemplo de regeneração urbana, num território importante e sensível da cidade, “vai ajudar a atrair mais emprego e novos postos de trabalho”, alastrando-se a outras iniciativas empresariais. A transformação da antiga Fábrica da Cerveja de Coimbra, edifício que estava devoluto, num moderno centro logístico e armazenista, fez o presidente da CMC relembrar uma expressão popular: “Quem te viu e quem te vê.”

“Estou aqui, com muita satisfação, para saudar, no arranque deste novo dia da atividade económica, uma cooperativa exemplar (…) que tem a capacidade de prestar um serviço público com qualidade, determinação e rigor”, garantiu o autarca, após visitar as novas instalações.

“Parabéns, por isso, a esta cooperativa que, em Coimbra, também ajuda a valorizar a cidade”, salientou Manuel Machado. “A Plural é, neste momento, um exemplo alavanca que, naturalmente, para além daquilo que já faz, vai ajudar-nos a valorizar Coimbra e sua região (…) e vai ajudar-nos a evidenciar que, pela regeneração urbana, é possível fazer investimentos rentáveis, do ponto de vista económico, financeiros, e, sobretudo, de rentabilidade social”, concluiu o presidente da CMC.

O presidente do Conselho de Administração da Plural, Miguel Silvestre, salientou que a Cooperativa sempre pretendeu continuar em Coimbra. “Pela sua localização (…) é a que melhor se enquadra nos objetivos comerciais e estratégicos da Plural”. Um contributo para o “renascer de toda uma atividade industrial, outrora pujante, onde esta zona está inserida, com tudo de bom que isso significaria para a cidade de Coimbra”, frisou o responsável.

Miguel Silvestre espera que o “excelente contributo” da Plural possa “servir de exemplo para outras iniciativas idênticas”.

Já a Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, destacou a recuperação urbana, num espaço que “diz também muito aos conimbricenses”. “Em Coimbra somos um Portugal maior. A história, a cultura, o berço, o Serviço Nacional de Saúde que aqui nasceu. (…) A tradição mas também, por isso mesmo, a modernização que importa de infraestruturas como aquela que a Plural hoje permite que aconteça”, salientou a Bastonária.

“Esta iniciativa promove a cidade, a região, o país e dá nova energia ao setor da saúde, ao Serviço Nacional de Saúde, ao sistema de saúde, à rede de farmácias e ao cluster industrial da saúde de Portugal”, concluiu Ana Paula Martins.

Por seu turno, a presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Centro, Rosa Reis Marques, em representação do Ministro da Saúde, destacou o trabalho desenvolvido pela Plural e por todos os farmacêuticos.

A Plural é uma cooperativa farmacêutica que resultou da fusão em 2006 da Cofarbel, Farcentro e Farbeira. Das cerca de três mil farmácias existentes no país, a Plural regista 1.238 cooperadores. A funcionar desde junho, a inauguração da nova sede da cooperativa Plural, na antiga Fábrica da Cerveja de Coimbra, representou um investimento de cerca de oito milhões de euros. Um local que se transformou num moderno centro logístico e armazém de uma cooperativa que está implantada em 75% do território nacional e que detém 10% da quota de distribuição de medicamentos.

No evento estiveram ainda presentes o vice-presidente da CMC, Carlos Cidade, o presidente do Conselho de Administração da Empresa Municipal Águas de Coimbra, Victor Carvalho dos Santos, a presidente da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, o Vice-Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, o presidente da Direção Nacional da Associação Nacional de Farmácias, Paulo Cleto, entre outras personalidades.