CMC participa nas comemorações em homenagem aos combatentes da Grande Guerra e Guerra do Ultramar

O vereador da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Carlos Cidade, esteve hoje presente nas cerimónias comemorativas do 99º aniversário do Armistício da Grande Guerra 1914-1918 e do 43º aniversário do fim da Guerra do Ultramar, que decorreram na Praça Heróis do Ultramar e foram organizadas pelo Núcleo de Coimbra da Liga dos Combatentes. Carlos Cidade depositou uma coroa de flores, em nome da CMC, no monumento aos Heróis do Ultramar, à semelhança do que sucedeu com representantes de outras entidades políticas, militares e civis.

A cerimónia de evocação aos militares portugueses que morreram em defesa da pátria começou com o discurso do presidente do Núcleo de Coimbra da Liga dos Combatentes, o Tenente Coronel João Paulino, que agradeceu a presença das várias entidades políticas, civis, militares e religiosas e sublinhou a importância do evento. “Com esta cerimónia pretendemos relembrar estas duas datas (…) e sublinhar o valor da paz em detrimento da guerra”, salientou o Tenente Coronel. “Somos uma instituição do passado, do presente e do futuro”, concluiu.

O alferes Diogo Teixeira Dias fez a segunda intervenção da cerimónia. Falou da Grande Guerra, e da importância de Portugal para o seu término, e da Guerra do Ultramar, deixando diversas questões para reflexão dos presentes. Diogo Teixeira Dias concluiu a sua intervenção com um desafio aos antigos combatentes, para que contem as suas histórias, as escrevam, para que fique esse registo, desafiando ainda a própria Liga dos Combatentes, o Núcleo de Coimbra, e as universidades para ajudarem nessa concretização.

 

As cerimónias comemorativas do 99º aniversário do Armistício da Grande Guerra 1914-1918 e do 43º aniversário do fim da Guerra do Ultramar tiveram início hoje, pelas 15h00, com uma missa na Igreja da Graça, na rua da Sofia. Já na Praça Heróis do Ultramar, pelas 16h30, a homenagem aos combatentes contou com a entrega de condecorações e medalhas aos sócios e antigos militares e a deposição de coroas de flores no monumento aos Heróis do Ultramar.