CMC aprova projeto de execução para dotar de eficiência energética edifícios nos bairros do Ingote e ex-IGAPHE

O executivo da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) aprovou por unanimidade, na sua reunião de segunda-feira, o projeto de execução da empreitada de “Reabilitação do edificado de caráter social dos Bairros do Ingote e do ex-IGAPHE – 1ª fase”, no âmbito do PAICD (Plano de Ação Integrado para as Comunidades Desfavorecidas)/PEDU (Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano).

A ação engloba a reabilitação das partes comuns interiores e exteriores (acessos, fachadas e coberturas) dos lotes 11, 14, 16, 18 e 26 do Bairro do Ingote, a qual beneficiará ao nível do comportamento térmico um total de 40 habitações (8 por lote), assim como a reabilitação interior de 10 habitações sitas nos referidos lotes – R/c esquerdo e R/c direito do lote 11; R/c direito, 2º direito e 3º esquerdo do lote 14; 1º esquerdo do lote 16; 3º esquerdo do lote 18; 1º direito, 1º esquerdo e 3º esquerdo do lote 26.

O plano para esta intervenção foi desenvolvido tendo em conta as propostas do projeto de comportamento térmico, realizado pela empresa Nuno França, Engenharia Civil Lda., que estabeleceu como objetivos de melhoria a redução do consumo de energia dos imóveis, nomeadamente, na despendida para o aquecimento e arrefecimento do ar e na preparação das águas quentes sanitárias; a redução da emissão de gases com efeito de estufa; e, por último, o aumento do conforto térmico dos imóveis. Para tal, irá avançar-se com a aplicação de isolamento térmico pelo exterior e coberturas, de caixilharias com corte térmico e vidros duplos, bem como deverá introduzir-se sistemas de produção de Águas Quentes Sanitárias.

O custo da obra está estimado em 673.132,50 euros (ao qual acrescerá o IVA à taxa legal) e o prazo para a sua execução em 12 meses, prazo esse que poderá, no entanto, ser ajustado em sede de procedimento concursal da empreitada.