Profissionais e estudantes de turismo, viagens e eventos visitaram Convento São Francisco

A vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Carina Gomes, acompanhou, ontem, um grupo de 25 profissionais do Fórum Turismo 2.1, numa visita ao Convento São Francisco (CSF). A visita do grupo de estudantes e profissionais de viagens, turismo e eventos, oriundos maioritariamente da zona centro, insere-se num conjunto de visitas, realizadas pelo “Fórum Turismo 2.1”, a locais como a Casa da Música, no Porto, ou o Meo Arena, em Lisboa.

O grande auditório do CSF foi o primeiro local que o grupo conheceu, onde puderam ver in loco os trabalhos de preparação das Galas Internacionais de Magia (a primeira decorreu ontem e hoje há mais uma, com transmissão em direto na RTP1, pelas 21h00). Seguiu-se a livraria, o futuro Welcome Center, a antiga igreja do Convento, a sala Aeminium, a sala Conventual (antigo refeitório), e os Claustros, terminando da melhor forma na Praça das Bandeiras.

“Em 2016, e apenas nos meses em que funcionou de forma experimental, obtivemos quase meio milhão de euros de receita referentes a alugueres e bilheteira”, afirmou a vereadora da Cultura da CMC, para quem “estes números” permitem ver que “existe viabilidade para ter este equipamento a funcionar, sem criar um buraco financeiro na Câmara Municipal”.

Durante a visita, Carina Gomes deu a conhecer a história do CSF, desde a sua construção, em 1602, até aos dias de hoje. O modo de funcionamento, quer na parte dos congressos, quer na parte cultural, e os impactos positivos visíveis, desde a abertura do equipamento, na cidade e na região foram também abordados pela autarca. “Este equipamento é público, está sempre aberto (…) venham e usufruam, serão sempre bem-vindos”, sublinhou.

Na primeira iniciativa em Coimbra, António Marto, secretário-geral do Fórum Turismo 2.1, afirmou, no final da visita, que o CSF “é um espaço fantástico, com um futuro brilhante”. “Nota-se que houve muito gosto naquilo que foi feito”, salientou, acrescentando que quem procura este tipo de espaço “procura um bom espaço, com boas condições, arejado e com luz, e vocês têm mesmo isso”, destacou.

“Muitos parabéns, o futuro será brilhante”, e “nós estaremos aqui enquanto profissionais e futuros profissionais de turismo (…) para poder perceber que o momento não é apenas presente, é olhar para o futuro e para os jovens que vão entrar na área, escolhendo espaços como este”, afirmou António Marto.

O Fórum Turismo 2.1 tem como missão promover o acesso a diferentes fontes de informação bem como o desenvolvimento e aplicação de pesquisa profissional no campo das viagens e turismo, apoiar os esforços de investigação das diferentes temáticas do sector ao nível do planeamento e enquadramento técnico-jurídico, fomentando redes de conhecimento e publicações sobre temas da atualidade.