CMC limpa coercivamente terreno da Quinta da Casa Amarela

O terreno da Quinta da Casa Amarela, situada na freguesia de Santo António dos Olivais, está a ser limpo coercivamente, desde a passada quinta-feira, 3 de agosto, por ordem do presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado. Trata-se de uma ação de limpeza para “preventivamente limpar a faixa de gestão combustível de 50m de aproximação às casas em todo aquele território”, como informou o presidente da CMC, na reunião camarária realizada na última segunda-feira.

Depois de tomadas as providências necessárias e de chamadas as autoridades, as máquinas da CMC entraram coercivamente no terreno, onde foram encontrados bidões com óleo queimado, uma carrinha abandonada, entre outros objetos.

A família proprietária do terreno vem sendo notificada há vários anos, consecutivos, sobre esta situação, tendo sido notificada, no ano passado, para limpar o terreno até ao dia 15 de abril. Como essa limpeza nunca se concretizou, foi aberto o procedimento compulsório para limpar a faixa de combustível no perímetro de 50m, como determina a lei, de forma a proteger as habitações e a Escola Básica de Montes Claros, que se situam nas proximidades. O processo está a ser acompanhado pela brigada ambiental da Guarda Nacional Republicana e pelas restantes autoridades policiais que devem intervir neste tipo de situações em que existe um possível dano ambiental.