Humanista e “pai” do SNS António Arnaut consagrado em fotobiografia apresentada no Convento São Francisco

A fotobiografia de António Arnaut foi lançada, hoje, no Café Concerto do Convento São Francisco (CSF). Uma obra que consagra o percurso, ao longo de 81 anos, de um “humanista" e principal impulsionador do Serviço Nacional de Saúde (SNS). A apresentação ficou a cargo de José Faria Costa, professor de Direito da Universidade de Coimbra (UC) e atual Provedor de Justiça. Manuel Machado, presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Ana Paula Arnaut, filha do autobiografado (ausente por motivos de saúde), Isabel Carvalho Garcia, coordenadora da obra, e José Alberto, das edições Minerva, também estiveram na mesa da cerimónia.

A assistir ao lançamento do livro editado pela Minerva, que resulta de "uma investigação longa e profunda" de Isabel Carvalho Garcia, com a colaboração de diversos autores, estiveram o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, o presidente do Supremo Tribunal de Justiça, António Henriques Gaspar, os presidentes das autarquias da Figueira da Foz e Penela, respetivamente João Ataíde e Luís Matias, entre muitas dezenas de personalidades ligadas à vida daquele que é conhecido como o “pai” do SNS. 

Após todos os presentes escutarem uma mensagem de audio, previamente gravada por António Arnaut, o presidente da CMC, Manuel Machado, deu as boas vindas afirmando ser uma honra poder realizar o lançamento da obra do “nosso fotobiografado, homenageado e vizinho” no CSF.

“O nosso fotobiografado é uma pessoa muito especial em Coimbra e no nosso país”, afirmou o autarca, recordando a homenagem efetuada pelo município, a 4 de julho de 2016, através do descerramento de um busto, no Parque Manuel Braga. Devido à homenagem, António Arnaut entregou ao Município vários textos, sendo que num deles consta o seguinte: “Na emoção fraterna da manhã, o inusitado aconteceu, descerraram o busto e o rosto era o meu e ali fiquei naquele recanto de jardim a olhar o rio, a cidade, e a sorrir de mim para a eternidade. Sereno o Mondego inundou-nos de paz e sossegou o meu desassossego e os amigos confusos perante o busto altivo, olhavam-me de soslaio para ver se estava vivo”.

“Meus caros, está vivo, e por isso estamos aqui (...) a fazer um trabalho que é relevante e a Minerva Coimbra é merecedora do nosso respeito e cumprimentos por tudo aquilo que fez”, salientou Manuel Machado, terminando a sua intervenção, afirmando: “Tive a honra de presidir hoje a uma das sessões públicas solenes mais difíceis da minha vida.”

Ana Paula Arnaut, filha do auto biografado, leu um pequeno texto poético escrito pelo pai, a 7 de junho último, na neurocirurgia dos Hospitais da Universidade de Coimbra. “Desfolhem a minha vida e talvez encontrem nela – num escrito, num olhar furtivo ou no sorriso cujo enigma nunca decifrei, porque tanto se pode apagar como reacender – um lampejo do azul celeste que alimentou o sonho da minha juventude de uma sociedade livre, justa e fraterna, solidária e tolerante”, é uma das passagens do texto lido pela filha. 

O livro “António Arnaut – Fotobiografia”, com 512 páginas em policromia, relata a vida deste advogado, escritor e político, desde o seu nascimento até à atualidade. Vários textos do fotobiografado acompanham a obra, que se apresenta dividida em 7 capítulos: 1. Uma vida, 2. Cidadão e político, 3. Serviço Nacional de Saúde, 4. O escritor, 5. O maçon, 6. O advogado, 7. Doutoramento Honoris Causa e outras homenagens.

Foram convidados a escrever textos alguns dos seus amigos de infância, condiscípulos e outras personalidades, repartidos pelos diferentes capítulos. Destaque também para as homenagens que lhe têm sido prestadas, nomeadamente pela Câmara Municipal de Coimbra, no dia da Cidade, 4 de julho de 2016, e pelo CHUC, no dia do SNS, a 15 de setembro de 2016.

A obra “António Arnaut – Fotobiografia” inclui textos de: António Arnaut, A. Lucas da Silva, Adalberto Campos Fernandes, Agostinho Almeida Santos, Alfredo Castanheira Neves, Alfredo Curcialeiro, Amadeu Carvalho Homem, Ana Paula Arnaut, Aníbal Cavaco Silva, António Alves, António Barbosa de Melo, António Costa, António José Seguro, António Macedo, António Miguel Arnaut, António Reis, António Santos Resende, António Ventura, António Vilhena, Arménia Coimbra, Bernardino Soares, Carlos Reis, Carlos Carranca, Carlos Cortes, Carlos Costa Almeida, Casimiro Simões, Conceição Bento, Delfim F. Leão, Emídio Matos, Fernando Gomes da Silva, Fernando Lima, Fernando Nogueira, Guilherme Figueiredo, Isabel de Carvalho Garcia, J. Martins Nunes, João Gabriel Silva, João Paulo Almeida e Sousa, Joaquim Almeida, Joaquim Pessoa, Jorge Conde, José Adelino Maltez, José Carlos Seabra Pereira, José de Faria Costa, José Manuel Pureza, José Manuel Silva, José Reis, Júlio Pereira dos Reis, Lino Vinhal, Luís Matias, Luís Reis Torgal, Manuel Alegre, Manuel António Arnaut, Manuel Machado, Marcelo Rebelo de Sousa, Maria de Belém Roseira, Maria Isabel Moreira da Silva, Maria Lúcia Lepecki, Mário Falcão, Mário Mesquita, Mário Soares, Mendes Lopes, Miguel Esteves Cardoso, Nuno Moita, Odete Isabel, Paula Alexandra Almeida, Paula Carmo, Paulo Júlio, Pedro Lopes Ferreira, Rui Alarcão, Valdemar Andrade, Vasco Lourenço.