CMC avança com requalificação de imóvel na Rua da Louça

A empreitada de “Reabilitação de edifício para habitação na Rua da Louça 58-60” foi adjudicada à empresa Construções Castanheira & Joaquim, Lda., pelo valor de 118.289,16 euros (IVA incluído) e com um prazo de execução de 210 dias. Uma obra que pretende dotar o imóvel de um maior conforto e de condições de habitabilidade, para, posteriormente, ser alvo de arrendamento através do regime de renda apoiada.

A CMC tem apostado em intervenções de edifícios, nomeadamente, ao abrigo do programa Reabilitar para Arrendar, na Baixa da cidade, como já aconteceu com imóveis municipais na rua Direita e na rua Nova.

O imóvel da Rua da Louça, que agora será intervencionado, é composto por rés-do-chão, 1º e 2º andares e águas furtadas, e apresenta envelhecimento do material de revestimento na cobertura e ausência de isolamento térmico, caleiras e tubos de queda danificados, paredes interiores em más condições de salubridade e estrutura de pavimentos desnivelados.

A intervenção pretende, pois, dotar o imóvel de um maior conforto e de condições de habitabilidade. No exterior, vai-se proceder à reconstrução das fachadas, com a remoção dos rebocos das paredes exteriores e colocação de rebocos idênticos aos existentes, as cantarias vão ser limpas ou reconstruídas e os vãos vão ser substituídos por elementos de características idênticas, uma vez que se encontram em elevado estado de degradação. A cobertura, que será construída na sua totalidade, manter-se-á em cerâmica de canudo de cor vermelha e deverá garantir a estanquicidade e o isolamento térmico.

As redes de água e esgotos serão realizadas em tubagem homologada, de acordo com as normas em vigor e projetos de especialidades.

Ao nível construtivo e dos acabamentos pretende-se obter um conjunto de soluções que garantam eficácia construtiva, sendo valorizados os requisitos funcionais para um bom comportamento térmico e acústico, durabilidade, resistência, estanquidade, fácil limpeza e conservação. As cores atribuídas foram indicadas de forma a valorizar o imóvel, reforçando as suas características arquitetónicas.