CMC tem Programa de Ação de Contingência para sem-abrigo perante vagas de frio

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, aprovou, no passado dia 5 de dezembro, um Programa de Ação de Contingência para sem-abrigo perante vagas de frio. O objetivo deste Programa, que tem sido atualizado anualmente, passa por estruturar e coordenar a resposta, de âmbito municipal, em períodos de tempo frio, bem como a forma de mobilização e ativação dos recursos existentes de apoio social à população sem-abrigo, de forma eficiente, célere e operacional de forma a minimizar o efeito destas ocorrências.

O Programa de Ação de Contingência para sem-abrigo perante vagas de frio descreve a atuação da CMC, instituições e entidades que integram o Sistema Municipal de Proteção Civil, relativamente às responsabilidades, organização e conceito de operações, meios e recursos, sua gestão no domínio da intervenção social e da proteção civil, relacionado com a ocorrência de tempo frio e a pessoas em situação de sem-abrigo.

Estão envolvidos neste Programa, à semelhança de anteriores com o mesmo objetivo, o Serviço Municipal de Proteção Civil, o Departamento de Desenvolvimento Social e Ambiente, através da Divisão de Educação e Ação Social, o Serviço de Polícia Municipal, a Companhia de Bombeiros Sapadores, a Polícia de Segurança Pública, a Guarda Nacional Republicana, os Bombeiros Voluntários (BV) de Coimbra e os BV de Brasfemes, o Centro Distrital de Segurança Social de Coimbra e as Equipas de Rua, Centros de Abrigo e restantes entidades que compõem o Projeto de Intervenção com os Sem-Abrigo do Concelho de Coimbra (PISACC).

Uma vez que a população abrangente do programa tem maior incidente na zona urbana da cidade, inseriram-se também as Juntas de Freguesia de Santo António dos Olivais, a União de Freguesias de Coimbra, a União de Freguesias de Eiras e São Paulo de Frades e a União de Freguesias de Santa Clara e Castelo Viegas.

Consulte aqui o Programa de Ação de Contingência para sem-abrigo perante vagas de frio.