Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência visitou duas instituições de Coimbra

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, acompanhou, esta tarde, as visitas que a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, realizou à Associação Cavalo Azul, em Marcos dos Pereiros, e ao Centro Social de São João, em Pé de Cão, São Martinho do Bispo. Entre outras personalidades, o vereador do Urbanismo da CMC, Carlos Cidade, também marcou presença na visita aos espaços.

A visita à Associação Cavalo Azul inseriu-se na integração desta associação no projeto-piloto de criação de Centros de Apoio à Vida Independente (CAVI), no âmbito do novo Modelo de Apoio à Vida Independente (MAVI), lançado recentemente pelo governo. Depois de assinar o mural de amigos da Cavalo Azul, com aplicação da técnica de stencil, a secretária de Estado pôde conhecer todas as instalações da associação, escutando em cada uma delas uma mensagem que os utentes proferiram com a ajuda dos colaboradores.

“Foi aqui apresentado o arranque de um trabalho de grande importância para Coimbra e para o país”, começou por afirmar Manuel Machado, salientando que a autarquia continuará “a acompanhar, apoiando sempre que possível este importante projeto de intervenção humanista”. Após o arranque difícil do projeto Cavalo Azul, a Câmara Municipal está disponível “para partilhar, para assumir e para integrar este projeto”.

Já na qualidade de presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Manuel Machado recordou que está a ser analisado um conjunto de projetos, no âmbito da descentralização de competências, e nos quais se inclui também esta missão. “Um processo muito delicado, complexo”, que comporta 23 diplomas legais de enquadramento, no qual a ANMP assumiu que pretende encarar o desafio com “uma postura construtiva, solidária e interventiva”, sublinhou Manuel Machado, realçando que “o poder local democrático está disponível para partilhar com o governo soluções integradoras, humanistas e solidárias”. Segundo um parecer adotado hoje, “a intervenção que estamos a realizar nestes espaços exemplares são contributos construtivos para fazer bem (…) sem exuberâncias e protagonismos desnecessários, procurando integrar as pessoas mais especiais”.

Por seu turno, Ana Sofia Antunes manifestou-se muito agradada com o trabalho desenvolvido pela Associação Cavalo Azul. “Penso que conseguiram fazer deste Cavalinho Azul um amigo fundamental da vida destes jovens e adultos que aqui diariamente vivem e desenvolvem as suas atividades”, disse. “Estamos interessados em ter como parceiros na implementação desta nova realidade que representa uma mudança total de paradigma, daquela que é a resposta à deficiência em Portugal, todas aquelas entidades que tenham um espírito inovador”, adiantou a governante, salientando que o trabalho realizado pela Cavalo Azul insere-se nestes parâmetros. “Compete-vos, por isso, uma vez abertas as candidaturas, aparecerem e mostrarem-nos a vossa filosofia de trabalho”, desafiou.

A recente campanha de financiamento colaborativo (crowdfunding), a mais bem-sucedida em Portugal e que permitiu dar aos utentes da associação uma nova carrinha de transporte, é um dos exemplos de que a Cavalo Azul pode ser, na região centro, o parceiro ideal do governo, para concretizar o MAVI. O Centro Cavalo Azul é um equipamento social da A.F.S.D. (Associação de Famílias Solidárias com a Deficiência) para pessoas com autonomia reduzida ou deficiência, localizada em Marco dos Pereiros, com área residencial para 12 utentes e Centro de Atividades Ocupacionais para 30. A A.F.S.D. nasceu há 11 anos, fundada por pais e familiares de pessoas com deficiência e amigos solidários preocupados com este problema social. 

Seguiu-se uma visita ao Centro Social de São João (CSSJ), onde o presidente da direção da instituição, Alcides Lopes, agradeceu todo o apoio prestado durante o processo de atribuição do Alvará de Autorização de Utilização. “Um procedimento longo e difícil, no qual a autarquia de Coimbra teve um papel muito importante”, referiu. O presidente da CMC, Manuel Machado, acompanhou a secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, na visita às instalações do centro, interagindo com todos os utentes ali instalados.

 O CSSJ é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (I.P.S.S.), sem fins lucrativos, que tem como principais objetivos promover ações de solidariedade social, nomeadamente ao desenvolver atividades de proteção à infância e à juventude, família, comunidade e população ativa, aos idosos e deficientes, bem como, secundariamente, desenvolver a promoção desportiva, recreativa e cultural dos associados, o convívio social e a cooperação com outros organismos sociais e particulares, sendo o seu âmbito de ação toda a União de Freguesias de São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades, além de outras.