Banco de Voluntariado

O Banco de Voluntariado “ Município Voluntário” tem como principal objetivo estabelecer a ligação entre a oferta e a procura de oportunidades de voluntariado existentes na Cidade de Coimbra, através da sua divulgação, do recrutamento de voluntários e do seu enquadramento em projetos e iniciativas promovidas pelas entidades.

Âmbitos de atuação do voluntariado: Ação Cívica; Ação Social; Calamidades; Ciência e Cultura; Ajuda Humanitária; Defesa do Património e do Ambiente; Proteção dos Animais; Educação; Emprego e Formação Profissional; Migrações; Promoção do Voluntariado e da Solidariedade Social; Saúde.

GRUPOS-ALVO: Crianças; Adolescentes; Jovens; Famílias; Seniores; Migrantes e Minorias Étnicas; Pessoas com Deficiência; Pessoas Sem-abrigo; Pessoas que Exercem Prostituição; Vítimas de Violência Doméstica; Reclusos; Pessoas em Situação de Internamento Hospitalar.

CONTACTOS: O atendimento geral do Banco de Voluntariado para a Cidade de Coimbra está integrado na Divisão de Educação e Ação Social, sito no Edifício da PSP na praça 8 de Maio, piso 2.

Para mais informações poderá entrar em contacto através de social@cm-coimbra.pt ou através do 239 854 290.

Legislação Aplicável

Lei nº 71/98, de 3 de Novembro
Decreto-Lei nº 389/99 de 30 de Setembro
Resolução do Conselho de Ministros n.º 50/2000, de 30 de Março (publicada no D.R., II série, n.º94, de 20 de Abril) 
Decreto-Lei n.º 40/89, de 12 de Fevereiro
Decreto-Lei n.º 176/2005, de 25 de Outubro
Portaria n.º 87/2006, de 24 de Janeiro 
Portaria nº 685/93, de 22 de Julho
Portaria 686/93, de 22 de Julho
Decreto-Lei 168/93, de 11 de Maio

Quem pode ser voluntário?

Todos os indivíduos que de forma livre, desinteressada e responsável se compromete, de acordo com as suas aptidões e no seu tempo livre, a realizar acções de voluntariado no âmbito de uma organização promotora de voluntariado.

O exercício do voluntariado, com carácter regular e prestação responsável, confere ao voluntário os direitos previstos no artigo 9.º da Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro, dentre os quais salientamos:

- o direito a um Programa de Voluntariado;
- o acesso a programas de formação inicial e contínua;
- benefício de um regime de seguro social voluntário (caso preencha os requisitos definidos no artigo 6.º do Decreto-Lei n.º 388/99, de 30 de Setembro);
- seguro obrigatório (da responsabilidade da organização promotora);
- cartão de identificação de voluntário.

Entidades – Quem pode aderir?

As instituições interessadas em divulgar oportunidades de voluntariado poderão aderir ao Banco de Voluntariado de Coimbra através do preenchimento do Formulário de Pré-adesão .

As organizações aderentes serão contactadas posteriormente, no prazo de cinco dias úteis,  para concluir o processo.

Ofertas de voluntariado e preenchimento de vagas

As oportunidades de voluntariado constantes na base do banco de voluntariado são da exclusiva responsabilidade das organizações ofertantes e pressupõem uma permanente atualização.

Após a submissão de candidaturas, as organizações estabelecem contacto com os candidatos a voluntários no prazo máximo de 5 dias úteis. Caso tal não aconteça, deverão os candidatos reportar a situação junto do Banco de Voluntariado (Divisão de Educação e Ação Social, através do telefone 239-854290 ou através do email social@cm-coimbra.pt).

Ficha de Inscrição Entidades
Ficha de inscrição de voluntariado