Conhecer Coimbra com Inês e Gaspar

O vereador da Educação da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Jorge Alves, esteve ontem presente no encerramento de mais uma etapa do programa “A Aventura do Gaspar e da Inês – No Palco com Gaspar”, promovido pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM–RC), que reuniu 137 alunos do 1º ciclo de ensino, no auditório do Instituto de Contabilidade e Administração de Coimbra. Representadas estiveram as escolas da Quinta das Flores, Vendas de Ceira, Almalaguês, Casconha e S. Martinho do Bispo.

“A Aventura do Gaspar e da Inês na Região de Coimbra” é um programa destinado a alunos do 1º ciclo de ensino, integrado no projeto “Empreendedorismo nas Escolas da Região de Coimbra”, da CIM-RC. O programa centra-se na história do caxiense Gaspar e da conimbricense Inês, personagens com os quais “se pretende que os alunos se identifiquem, e que vivem diferentes aventuras que vão sendo relatadas durante o ano”, lê-se no site da CIM-RC.

O programa engloba um conjunto de 15 atividades que se desenvolvem em torno de uma história contada por Gaspar e Inês, que segue uma complexidade crescente e que permite que os alunos vão desenvolvendo as suas competências empreendedoras. O projeto termina com a apresentação pública do trabalho desenvolvido pelas crianças, um evento municipal que assume o título “No Palco com o Gaspar e Inês”. Trata-se, pois, de uma peça de teatro, onde se pretende que seja apresentada uma história que descreva uma aventura vivenciada entre a turma, o Gaspar e a Inês, na sua região. As pequenas representações apresentadas, focaram sobretudo a história Coimbra e dos seus monumentos e a caracterização de usos e costumes das freguesias de onde vinham alguns alunos.

O autarca lembrou que este tipo de iniciativas é bom para desenvolver outro tipo competências nas crianças. Como disse, “a escola não serve só para aprender a ler e a escrever, e esta ideia de criação de riqueza e emprego deve ser aproveitada para o futuro.” O vereador deixou ainda uma palavra de reconhecimento para os professores que se envolvem com os alunos na preparação destes trabalhos, gastando muito do seu tempo pessoal.