Câmara apoia atividade do Internet Innovation Hub de Coimbra

O executivo da Câmara Municipal (CM) de Coimbra aprovou, na sua reunião de dia 8 de outubro, a atribuição de um apoio de 18 mil euros ao Instituto Pedro Nunes (IPN) - Incubadora, que irá permitir a continuidade da atividade do Internet Innovation Hub de Coimbra, que se encontra instalado nessa incubadora já desde o início de 2015. Além destes 18 mil euros para a atividade deste ano, a CM Coimbra já apoiou este projeto em 2015, 2016 e 2017, estando previsto que a comparticipação totalize os 110 mil euros até 2019.

O Internet Innovation Hub é um projeto europeu, que visa o empreendedorismo e a inovação com base nas tecnologias da internet do futuro, e que se encontra a funcionar em Coimbra, no IPN, desde 2015, depois da EIT ICT Labs, organização líder na Europa para a Inovação e Educação na área de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), ter escolhido o IPN para a sua integração. Um projeto que conta com o apoio da Comissão Europeia (tecnologias FIWARE) e que a autarquia apoia desde o seu início e irá apoiar até 2019, num total previsto de 110 mil euros.

“A seleção do IPN para integração, e representação em Portugal, do Internet Innovation Hub tem permitido que o IPN seja o ponto focal dos projetos de internet do futuro com todas as valências que lhe estão associadas (mecanismos de financiamento, desenvolvimento de tecnologia, criação de empresas, colóquios e conferencias etc.), permitindo ainda, que Coimbra se posicione de uma forma estratégica no estudo e implementação da internet do futuro, o que vai permitindo às nossas empresas, e comunidade académica, adquirirem vantagens competitivas em relação a outras”, pode ler-se na informação que foi analisada na reunião de segunda-feira.

O Internet Innovation Hub tem, assim, contribuído para a projeção da cidade de Coimbra a nível nacional e internacional, bem como para a criação de condições de diferenciação positiva para Coimbra no que toca a atração deste tipo de empresas. Um projeto que, nos seus três anos de funcionamento, segundo dados do IPN, tem apoiado de forma direta cerca de 40 startups nacionais, que alcançaram incentivos ao investimento em tecnologias FIWARE de cerca de 2,2M€, em plena concorrência a nível europeu.

Em Coimbra, 14 empresas, inicialmente apoiadas pelo programa, alcançaram já um apoio ao investimento acumulado superior a 2,5M€ e empregam atualmente cerca de 120 jovens altamente qualificados. Além desse apoio direto, o projeto tem permitido, através do desenvolvimento de competências em tecnologias FIWARE, que outras empresas desenvolvam os seus projetos na mesma área.

O IPN assegura mesmo que o Internet Innovation Hub permitiu a 58 empresas (quer incubadas fisicamente quer virtualmente), atingirem um volume de negócios de cerca de 1,5 M€ em 2017, contado para o efeito com cerca de 330 trabalhadores qualificados.