Coimbra volta a ser capital da Banda Desenhada de 7 a 10 de março

A Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada avança para a sua quarta edição, que vai decorrer de 7 a 10 de março, e apresenta-se como uma aposta firme da Câmara Municipal (CM) de Coimbra no panorama cultural, que tem mobilizado cada vez mais apaixonados por esta arte. Em 2019, a aposta mantém-se numa programação diversificada que apresenta o que de melhor se faz ao nível de Banda Desenhada, através de exposições, workshops, conferências, apresentação de livros, jogos de tabuleiro ou o habitual concurso de cosplay. A quarta edição traz também várias novidades, desde logo a programação paralela apresentada pelo MOTELX Coimbra, a decorrer no Convento São Francisco, que reforça o evento com cinema de terror adequado a diferentes faixas etárias.

Perseguindo o êxito alcançado nas edições anteriores, a edição de 2019 da Coimbra BD aposta em quatro dias de programação diversificada e de elevada qualidade, destacando-se a ambição de conquistar novos públicos, designadamente os admiradores do cinema de terror, através das curtas-metragens do MOTELX Coimbra, que explora a afinidade do conto infantil com o universo do terror, ainda que os filmes sejam pouco aterradores e considerados, por muitos autores, como “contos de fadas para adultos”. O evento integra ainda várias sessões cinematográficas dirigidas ao público infantojuvenil e familiar, através da exibição de curtas-metragens integradas no périplo nacional dos “Filminhos Infantis à Solta pelo país” e pela “Zero em Comportamento”.

Pelo segundo ano consecutivo, são esperados convidados internacionais, avançando também para a consolidação da internacionalização desta iniciativa cultural. São eles Étienne Schréder (da Bélgica), autor do livro “O Segredo de Coimbra”, a mais importante edição BD que tem a cidade de Coimbra como cenário e personagem; e o desenhador italiano Fabio Celoni. Além destes, marcam presença uma dezena de autores nacionais, representantes do vasto universo da criação artística para a “9.ª Arte”, designadamente, ao nível da escrita, do argumento para BD ou da ilustração.

A Casa Municipal da Cultura acolhe, então, no decurso do evento um conjunto de mostras da autoria de Étienne Schréder, Fabio Celoni, Fábio Veras, Daniel Henriques, André Caetano, J. M. Lameiras e J.R. Santos, bem como outras duas, dedicadas à presença das “Mulheres na BD Portuguesa do Séc. XXI” e às “Imagens de Sophia”, esta dedicada às história da escritora e aos artistas e ilustradores que elas inspiraram, no ano em que se comemora o Centenário do Nascimento de Sophia de Mello Breyner Andresen.

A Coimbra BD ultrapassa as fronteiras da Casa Municipal da Cultura e chega também ao Convento São Francisco, através da programação paralela que o MOTELX Coimbra apresenta, trazendo a Coimbra o que de melhor se tem realizado, recentemente, no âmbito do cinema de terror. Em quatro dias, no Convento São Francisco, o público pode assistir às últimas novidades e conhecer grandes nomes deste género cinematográfico, que se revela um êxito, em Portugal e no mundo inteiro, pela diversão, emoção e sentido de comunidade que gera junto de quem cultiva o gosto por esta área da “Sétima Arte”.

Já a Galeria Pedro Olayo (filho), também no Convento São Francisco, acolhe, até ao dia 14 de abril, a exposição “Desenhar o Silêncio”, de António Jorge Gonçalves.

A Câmara Municipal de Coimbra renova, nesta quarta edição da Coimbra BD, a colaboração por parte da “Dr. Kartoon” (livraria especializada em Banda Desenhada) a que se junta a “Comic Heart”.

 

Consulte aqui o programa completo da Coimbra BD – Mostra Nacional de Banda Desenhada.