Coimbra enche-se de magia até domingo

Estão reabertos os Encontros Mágicos - Festival Internacional de Magia de Coimbra. A cerimónia decorreu esta manhã, no Salão Nobre dos Paços do Município, e contou com a presença do presidente da Câmara Municipal (CM) de Coimbra, Manuel Machado, da vereadora da Cultura, Carina Gomes, e do mágico Luís de Matos. Até dia 23 de setembro, Coimbra recebe 20 artistas internacionais que protagonizarão um total de 127 espetáculos.

Manuel Machado declarou, esta manhã, reabertos os Encontros Mágicos de Coimbra. Esta é a 22.ª edição de um evento que se iniciou em 1992, recordou o presidente da autarquia, realçando “que esta é uma criação pioneira, a primeira que se fez em Portugal, com este relevo nacional e internacional”.

O edil agradeceu a todos os artistas, nacionais e internacionais, e à equipa de produção que dá vida a esta jornada, sublinhando que todos “vão, mais uma vez, sublinhar com destaque que a magia não é um simples divertimento, mas uma forma de ajudar as pessoas, de ajudar a cidade a recriar a esperança e a acreditar”.

Destaque ainda para o cariz solidário do evento que tem espetáculos previstos para o Hospital Pediátrico, o Instituto Português de Oncologia e o Estabelecimento Prisional de Coimbra.

Já Luís de Matos, mágico e produtor do evento, realçou que estes encontros de magia “se têm mantidos vivos pelas suas características únicas e por ao longo dos anos se terem reinventado”. “É um festival que tem criado públicos, que aumentam de ano para ano”, evidenciou o mágico.

Luís de Matos realçou ainda os espetáculos de rua, que chegam também a várias freguesias do concelho de Coimbra, a vertente solidária, as galas internacionais, que vão decorrer na sexta-feira e no sábado no Convento São Francisco, as aulas de magia para as crianças e a repetição de um espetáculo de assinatura de magia na escuridão, para invisuais e para quem queira experienciar.

Por fim, Luís de Matos agradeceu a confiança que a CM Coimbra deposita na sua equipa. “Alguma coisa todos devemos estar a fazer bem para aqui estarmos passados 26 anos da primeira edição”, salientou o mágico.