Convento São Francisco assinala dois anos da reabertura ao público com bailado

No passado domingo, dia 8 de abril, fez dois anos que o Convento São Francisco reabriu as portas ao público, agora na sua função de centro de cultura e de congressos. De forma a assinalar a efeméride o Grande Auditório recebeu o bailado “A Perna Esquerda de Tchaikovski”, da Companhia Nacional de Bailado, integrado no ciclo Abril Dança em Coimbra, que durante este mês leva bailado aos palcos do Convento São Francisco e do Teatro Académico de Gil Vicente.

A convite da Companhia Nacional de Bailado, Tiago Rodrigues escreveu e dirigiu uma peça em torno da memória do corpo da bailarina Barbora Hruskova. Em diálogo com o piano de Mário Laginha, que está em palco para interpretar a música original que compôs para este espetáculo, Hruskova revisita a sua carreira e as marcas que essa vida na dança traçou no seu corpo. "Dançar dói, mas dói mais quando estou parada"; uma das frases ditas pela bailarina em palco e que retrata bem o espírito deste bailado.

O desenho da luz foi da responsabilidade de Cristina Piedade, enquanto os figurinos foram executados no ateliê da Companhia Nacional de Bailado sob a orientação da Mestra Paula Marinho.

O Abril Dança em Coimbra tem como objetivo dar conta do panorama criativo da dança nacional e internacional. Este ciclo inclui a apresentação de espetáculos, exibição de vídeos e documentários sobre dança, interações com outras artes, debates, entrevistas a coreógrafos e a promoção de atividades pedagógicas direcionadas para públicos escolares.



Fotografias CMC


Fotografias CMC


Fotografias de Bruno Simão