Convento São Francisco com sala de exposições dedicada a Pedro Olayo (filho)

A partir desta terça-feira, Dia da Cidade, a sala “showcase” do Convento São Francisco vai passar a denominar-se sala de exposições Pedro Olayo (filho). O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, durante a abertura da exposição retrospetiva de Pedro Olayo (filho). Um evento em que o pintor de Coimbra foi também agraciado com uma medalha da CMC. 

A mostra, que passa em revista a longa carreira do pintor Pedro Olayo (filho), pode ser visitada até ao próximo dia 6 de agosto, no Convento São Francisco, entre as 15h00 e as 20h00.

Estiveram igualmente presentes na inauguração, a vice-presidente da CMC, Rosa Reis Marques, os vereadores Carlos Cidade, Jorge Alves, Carina Gomes, além de outras individualidades.

Pedro Olayo (filho) era um homem visivelmente comovido, que não escondeu o seu amor por Coimbra, lembrando o ano de 1958, quando vindo de África e ao chegar à cidade as lágrimas lhe vieram aos olhos. Este seu amor por Coimbra está refletido nas suas obras, em muitos dos quadros expostos, onde se podem ver pedaços de Coimbra.

O pintor Pedro Olayo nasceu a 2 de setembro de 1930, em Coimbra, tendo tido como mestre José Contente e Edmundo Tavares. Nas viagens que fez a Madrid, toma contato com o espólio do museu do Prado e do museu Sorolla. Em Paris, estuda os grandes mestres da pintura impressionista e faz algumas exposições ao ar livre, que chamam a atenção da crítica, conseguindo dessa forma estar presente na galeria Sibel. O pintor prossegue depois os seus estudos em Itália, onde se viria a licenciar em Belas Artes, pela Academia Araldica Internacionale, Il Marzocco.

Espatulista de valor europeu, Pedro Olayo afirma-se igualmente na aguarela. As obras do pintor resultam de uma profunda introspeção que assinala o resultado de uma elaboração mental conscienciosa, mergulhada em vertentes indispensáveis à obra de vulto. Pedro Olayo, sempre insatisfeito, valoriza, no dia-a-dia, a criação que pinta, estando os seus quadros repletos das virtuosidades da inovação.

Pedro Olayo está presente em vários museus conceituados e em várias coleções particulares e já teve exposições suas um pouco por todo o mundo, tendo participado em muitas coletivas. O artista ganhou também já diversos prémios.