The Gift apresentam novo disco no Convento São Francisco

Produzido pelo icónico Brian Eno e misturado por Flood, o álbum ALTAR é um sonho tornado realidade. Um projeto de vida que se realiza este ano e que a banda apresenta, agora, ao vivo. 

ALTAR é um disco com dez canções intemporais. Feitas durante dois anos, pensadas ao longo de três e sonhadas durante vinte e dois anos. Ao vivo, transforma-se num espetáculo que retrata todas as emoções vividas ao longo deste processo de criação e que convida o público a dançar e a vibrar. Mas também a pensar e, sobretudo, a celebrar o presente, vivendo-o. 

O álbum inclui os singles de sucesso "Clinic Hope", "Big Fish" e “Love Without Violins”. Este último tema conta com a participação de Brian Eno. Músico dos Roxy Music, Eno teve ainda uma longa carreira a solo e gravou álbuns para bandas como Devo, Talking Heads, U2 e Coldplay. 

Citado pela Clash, o produtor conta que a “ideia para ‘Love Without Violins’ veio da voz arrepiante de Sónia. Ela canta num registo muito parecido com o meu (penso que se chama barítono), mas tem umas tantas oitavas pelo meio, ou seja, ela é quase uma soprano dos barítonos. Como invejo essas oitavas dela. De qualquer forma, a Sónia estava a cantar este tema sobre esta negra e perigosa paisagem que não tinha muitas palavras no início, mas eu percebi logo e imaginei de imediato este diferente tipo de amor que estava a ser realizado”. 

A forte presença da banda é acentuada ao vivo pelo poderoso conceito visual do espetáculo que promete agitar o palco do Convento São Francisco com uma sonoridade entre a pop alternativa e a eletrónica.  

Ainda em maio, os The Gift vão estar presentes no festival britânico The Great Escape, em Brighton, e em Londres, para atuarem no Bush Hall. Depois, seguem para Berlim. 

THE GIFT

Convento São Francisco | Grande Auditório

3 maio | 22h00

M/6 | 90 min


Bilheteira

Cadeiras de Orquestra: 20 euros

1.ª Plateia: 20 euros

2.ª Plateia: 18 euros

Balcão: 10 a 15 euros

Descontos para estudantes

Ficha Artística

Voz | Sónia Tavares

Teclados e voz | Nuno Gonçalves

Guitarra e teclados | Miguel Ribeiro

Baixo e teclados | John Gonçalves

Bateria | Mário Barreiros

Guitarra, baixo e voz | Paulo Praça

Guitarra e voz | Israel Costa Pereira


Revista de Imprensa

“A decisão, embora nunca tão mediática, não é inédita: já havia, nesse mesmo disco Explode, requisitado a ajuda de Ken Nelson. Mas Brian Eno é, sem dúvida alguma (caso as haja, basta analisar a sua carreira), uma das mais influentes personas da música pop a partir da década de setenta, conhecedor dos vários processos de criação musical. E passaram-se os meses, o rumor não se desmentia e, por isso, ganhava força: haveria ponte entre Alcobaça e o Reino Unido? Seria possível? E como? Altar chegou no final da passada semana, misturado por outro nome dos grandes – Flood – e traz a presença do britânico na produção, letra, e até nalgumas vozes – mas é ainda, indubitavelmente, um álbum dos Gift”.

Punch, 19/04/2017

“Nuno Gonçalves, por seu turno, define Altar como ‘um disco demorado, um disco muito cozinhado no sentido em que as versões finais demoraram muito tempo a aparecer’, mas os verdadeiros conhecedores do grupo não demorarão, acredita, a integrar as novas canções”.

Observador, 07/04/2017

Bilheteira – 239857191 | Horário: 15h00 às 20h00

bilheteira@coimbraconvento.pt

Convento São Francisco