CMC assinala Dia do Ambiente com ações de didatismo e sensibilização da temática ambiental

A Câmara Municipal de Coimbra comemora, hoje, o Dia Mundial do Ambiente, na margem esquerda do Parque Verde do Mondego, com ações que pretendem sensibilizar, nomeadamente as crianças, através da realização de um conjunto de jogos, tradicionais ou mais recentes, adaptados à temática ambiental, numa perspetiva de didatismo e sensibilização.

“Decidimos fazer do dia do ambiente uma sementeira, que consiste em pegar neste espaço fértil da margem do Mondego, convidando as crianças das escolas de Coimbra, para um dia especial de sensibilização para a educação ambiental”, afirmou, esta manhã, junto aos edifícios dos desportos náuticos, o presidente da CMC, Manuel Machado, depois de dialogar com os mais novos. O vereador da CMC responsável pelo Ambiente, Carlos Cidade, também marcou presença no evento. 

Segundo Manuel Machado, a autarquia pretendeu, através desta celebração, aliar “o divertimento à paisagem e ao espaço aprazível, que é o Parque Verde, criando motivos de atenção especial à proteção ambiental”. “Numa faixa etária que é especialmente disponível para absorver mensagens (…) é a forma mais eficaz de proteger o ambiente”, sublinhou Manuel Machado.

“Não chega termos serviços eficientes, que são essenciais, mas tudo ficará melhor se cada morador da cidade de Coimbra tiver a perceção de que com um pequeno gesto pode dar uma enorme ajuda para melhorar a qualidade de vida urbana”, salientou o presidente da CMC.

As comemorações do Dia Mundial do Ambiente vão decorrer na margem esquerda do Parque Verde do Mondego, junto aos edifícios dos desportos náuticos, até às 16h30. A programação é dirigida às escolas do 1.º Ciclo inscritas no Programa Eco Escolas. Cada participante recebe uma T-Shirt alusiva ao dia.

Cerca de 300 alunos das escolas de S. Bartolomeu, Solum Sul e Quinta das Flores participam em oito jogos, alternadamente. Um deles é o tradicional Jogo da Macaca, subordinado ao tema da remoção de dejetos caninos. O Jogo do Galo surge adaptado ao tema da valorização de óleos alimentares usados, com uma segunda variante, dedicada à valorização por compostagem.

O Código Verde é um jogo que testa a rapidez e sabedoria na deposição correta de resíduos, com ou sem valor, através da simulação de um circuito urbano pré-definido. O Jogo da Glória surge também adaptado à temática dos resíduos, com enfoque na redução da produção de resíduos na origem; e tem uma segunda versão, também subordinada aos resíduos, mas com abordagem temática transversal (redução, acondicionamento e deposição, valorização, recolha de monos e monstros e limpeza urbana). 

Nos Registos Fotográficos, os participantes podem, após a realização das atividades, fazer fotografias com os vários adereços disponibilizados. Por último, o Aqui há Saco! pretende sensibilizar para o correto acondicionamento de resíduos diferenciados e indiferenciados.