Manuel Machado convidou embaixador do Japão a participar no Cortejo da Queima das Fitas

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, recebeu hoje, nos Paços do Município, o embaixador do Japão em Portugal, Hiroshi Azuma. Uma visita de cortesia, na qual o edil convidou o diplomata a participar no Cortejo da Queima das Fitas, que se realiza no próximo domingo. Hiroshi Azuma agradeceu o convite e garantiu que tudo fará para estar presente, naquela que, segundo Manuel Machado, será uma “experiência única e marcante”.

A conversa entre o presidente da Câmara e Hiroshi Azuma abordou a história de Coimbra, onde as festividades académicas transformam a cidade por completo durante vários dias. “Hoje, e durante uma semana, haverá uma maior tolerância” derivada aos festejos, mas também “uma maior preocupação, por parte das autoridades, em relação à segurança das pessoas”, explicou.

Manuel Machado referiu que iniciou uma tradição que ainda hoje marca “o sinal de boa vizinhança entre a academia e a cidade”, quando em 1990 decidiu oferecer rosas e abrir as portas dos Paços do Concelho no dia do cortejo da Queima das Fitas. O autarca recordou inclusive que, numas das edições, quando assistia da varanda ao cortejo da Queima das Fitas, se apercebeu que o retrato do então Presidente da República, Mário Soares, circulava pela Praça 8 de Maio. Tratava-se da imagem que estava exposta no Salão Nobre da CMC e tinha sido levada pelos estudantes.    

Durante o diálogo que Manuel Machado e Hiroshi Azuma mantiveram com o auxílio de uma tradutora, Manuel Machado destacou o “universalismo” e a “abertura ao mundo” de Coimbra. “É uma cidade de encontros de raças, religiões, povos e culturas.” Na ótica do presidente da CMC, Coimbra evidencia-se, entre outros aspetos, nas áreas do turismo, saúde e ensino, mas também pelas suas empresas de base tecnológica e investigação científica. 

Manuel Machado desafiou o diplomata a visitar o Instituto Pedro Nunes, um centro de reconhecida qualidade, que já foi distinguido com prémios internacionais. “Um espaço onde CMC, Universidade de Coimbra e acionistas estabelecem parcerias para melhor acolherem as empresas.”

Hiroshi Azuma, que ocupa o cargo de Embaixador do Japão desde agosto de 2013, elogiou a beleza de Coimbra e afirmou que a hospitalidade e gastronomia portuguesas são sempre muito agradáveis. Da agenda para hoje do embaixador consta uma visita à Igreja de Santa Cruz - Panteão Nacional e ao Museu Nacional Machado de Castro. No encontro, o diplomata fez-se acompanhar por alguns empresários da cidade.