Manuel Machado defende “instalações adequadas” para a PSP de Coimbra

O Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Coimbra celebrou hoje o seu 139º aniversário numa cerimónia que decorreu, durante a tarde, na Sala Conventual do Convento São Francisco. O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, esteve presente e defendeu uma melhoria das instalações da PSP de Coimbra. “É desejável que as nossas forças de segurança, neste caso a PSP, tenham, porque merecem, instalações adequadas e operacionais para o desempenho pleno das suas funções”, afirmou Manuel Machado. Um desejo que foi garantido pela secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, que presidiu às cerimónias.

“Vamos continuar o investimento nas infraestruturas de acordo com o que foi programado para os próximos cinco anos”, referiu a secretária de Estado. “Coimbra está abrangida por este programa [Lei de programação de infraestruturas e equipamentos das forças e serviços de segurança do Ministério da Administração Interna], assim como a Figueira da Foz”, assegurou Isabel Oneto, no final do discurso que proferiu, esta tarde, nas cerimónias oficiais dos 139 anos do Comando Distrital da PSP de Coimbra, garantindo, assim, a melhoria das instalações do Comando Distrital da PSP em Coimbra e na Figueira da Foz.

Isabel Oneto lembrou, ainda, que a “Lei de programação de infraestruturas e equipamentos das forças e serviços de segurança do Ministério da Administração Interna”, aprovada no final do ano passado, inclui investimentos em instalações, sistemas de tecnologias de informação e comunicação, veículos, armamento e outros equipamentos necessários à prossecução das competências e atribuições das forças e serviços de segurança. Um programa pensado para o quinquénio 2017-2021, que prevê um investimento total de 450 milhões de euros.

O pedido para a melhoria de condições já tinha sido efetuado pelo Comandante Distrital da PSP, Pedro Teles, o primeiro a discursar na cerimónia. “Essa melhoria de condições passa pelo reforço e qualidade dos equipamentos e também, de uma forma especial, por conferir funcionalidade e dignidade às nossas instalações, quer em Coimbra – 2ª Esquadra e Esquadra de Trânsito -, quer na Figueira da Foz, as quais apresentam deficiências extremas, caraterizadas por uma profunda falta de condições a todos os níveis”, reivindicou Pedro Teles, argumentando: “Os cidadãos exigem-nos e estes polícias merecem-no”.

A cerimónia caracterizou-se ainda, e sobretudo, por elogios ao Comando Distrital da PSP de Coimbra. “A Polícia de Segurança Pública de Coimbra tem contado, ao longo da sua história, com o esforço de centenas de mulheres e homens que, com elevado sentido de missão e de causa pública, com abnegação, espírito de sacrifício e dispostos à dádiva da própria vida, têm defendido os valores mais nobres: a vida e integridade física dos cidadãos, a liberdade e sua segurança”, afirmou o presidente da CMC. “Quero agradecer-vos todo o empenho que têm tido. Vamos procurar dar resposta ao que sabemos serem as vossas necessidades”, salientou, por sua vez, a secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna. “Parabéns ao Comando Distrital de Coimbra”, concluiu, assim, o diretor nacional da PSP, Luís Farinha.

A cerimónia, que prosseguiu com a entrega de medalhas e prémios a 15 profissionais da PSP de Coimbra, contou ainda com a presença, entre outros, do presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, João Ataíde, da vice-presidente da CMC, Rosa Reis Marques, e dos vereadores da CMC, Carlos Cidade e Jorge Alves.