Missão empresarial do Uruguai poderá passar por Coimbra

A embaixadora do Uruguai em Lisboa, Brígida Scaffo, está a preparar a visita de um missão empresarial a Portugal, podendo a comitiva de empresários deste país sul-americano passar por Coimbra. A possibilidade foi expressa hoje pela diplomata, numa visita de cortesia que efetuou à Câmara Municipal de Coimbra, onde reuniu com o presidente, Manuel Machado. Brígida Scaffo aventou a hipótese de a missão empresarial visitar Coimbra, no seguimento de uma descrição que Manuel Machado fizera sobre o Instituto Pedro Nunes. 

Na perspetiva de Brígida Scaffo, as relações comerciais entre Portugal e o Uruguai têm grande margem de progressão, sendo que, atualmente, a balança comercial é desfavorável ao nosso país. Segundo dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), entre janeiro e novembro de 2016, exportámos 12,7 milhões de euros para o Uruguai e, no mesmo período, importámos 82,9 milhões de euros. Portugal comprou ao Uruguai, essencialmente, madeira, cortiça, produtos agrícolas, peles e couro. Vendemos para aquele país máquinas e aparelhos, veículos e outros materiais de transporte e matérias têxteis.  

Brígida Scaffo também está a trabalhar na divulgação da gastronomia e dos vinhos do seu país e num maior conhecimento mútuo entre uruguaios e portugueses. O diálogo entre a embaixadora e Manuel Machado abordou diversos aspetos histórico-culturais. Nesse âmbito, a diplomata destacou que o Uruguai foi colónia portuguesa durante dez anos e os portugueses fundaram a cidade de Colónia de Sacramento, hoje classificada como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, que Brígida Scaffo considera ser uma cópia de vilas e cidades portuguesas. 

Entre outros aspetos, Manuel Machado falou de Coimbra enquanto primeira capital de Portugal, do panteão nacional e do papel da sua Universidade, no nosso país e no mundo. Quando Brígida Scaffo se referiu a Portugal como “país aberto”, o autarca explicou a ancestral capacidade que Coimbra tem de acolher pessoas com culturas, religiões e convicções diferentes entre si, como sejam os cristãos, mouros e judeus.