EB1 do Tovim assinala Dia Mundial da Consciencialização do Autismo

O vereador da Educação da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Jorge Alves, esteve, esta manhã, na escola do 1.º Ciclo do Ensino Básico (EB1) do Tovim, a acompanhar as diversas atividades organizadas para assinalar o Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, que se celebra no dia 2 de abril. Demonstrações cinotécnicas, cinoterapia, cozinha colorida, ateliers de pintura e atividades educativas nas disciplinas de matemática, educação física e expressão musical preencheram o programa da iniciativa “3ª Feira Todos De Azul”. O diretor do Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro, António Couceiro, e coordenadora do estabelecimento de ensino, Carmen Cruz, também estiveram presentes.

“A escola do Tovim tem uma unidade de ensino especializada e estruturada de apoio a crianças autistas e é com muito gosto que participo nesta atividade”, começou por afirmar Jorge Alves, salientando que se trata de “uma escola exemplar no trabalho que desenvolve para o apoio a crianças com necessidades educativas especiais”. O vereador da Educação da CMC realçou ainda a importância das parcerias para o desenvolvimento deste tipo de ações. “Um trabalho de grande parceria com várias instituições e com a Câmara Municipal”, reforçou Jorge Alves.

Já o diretor do Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro, António Couceiro, realçou a relevância do trabalho realizado pela Unidade de Autismo da EB1 do Tovim, defendendo que as atividades desenvolvidas “são importantíssimas não só para as crianças poderem participar, como para alertar o mundo lá fora para o facto de que o autismo existe e necessita rapidamente de medidas”.

A iniciativa contou ainda com diversos elementos policiais afetos ao programa Escola Segura da Polícia de Segurança Pública (PSP) que, segundo a coordenadora da EB1 do Tovim, “neste dia vêm para brincar com as crianças”. Carmen Cruz fez questão de elogiar o apoio da PSP, que “há cerca de seis anos é parceiro fundamental nestas iniciativas”, sublinhou. “As crianças veem no polícia um amigo”, concluiu. 

As demonstrações cinotécnicas (conjunto de técnicas de criação e treino de cães) estiveram a cargo do Grupo Operacional Cinotécnico da Unidade Especial de Policia da PSP e do Grupo de Intervenção Cinotécnico da Guarda Nacional Republicana.

CASPAE é parceira fundamental no projeto-piloto de Cinoterapia

A aposta na cinoterapia (terapia realizada com o auxílio de cães, que neste caso serve para estimular as competências de socialização das crianças autistas) surge no âmbito do serviço Espaço Concentro do Centro de Apoio Social de Pais e Amigos da Escola nº 10 (CASPAE). Um projeto que conta com a parceria da equipa de Cinoterapia T4P, constituída por uma técnica de terapia assistida por animais, Ana Barbosa Ribeiro, e pela cadela de terapia, Mel.

Este projeto visa aliar a intervenção assistida por cães a crianças com necessidades educativas especiais (NEE) em contexto escolar e abrange três fases: a fase de estudo, a fase de implementação e a fase da generalização.

Na primeira fase, realizou-se um estudo de caso com quatro crianças com NEE e verificou-se o aumento dos comportamentos de comunicação e de socialização dessas crianças. Na segunda fase, de implementação, está a decorrer a realização da cinoterapia durante este ano letivo com quatro crianças inseridas numa Unidade de Ensino Estruturado para Autistas. O plano de intervenção individual é efetuado em conjunto com os professores de ensino especial e os titulares de turma, tendo em conta as caraterísticas individuais das crianças. Na última fase, a da generalização, o objetivo passa por alargar este projeto a outras escolas do concelho de Coimbra.