CMC requalifica mais cinco escolas do concelho

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, assinou hoje, na escola do 1.º Ciclo do Ensino Básico (EB1) de São Silvestre, a consignação de obras em cinco escolas do concelho, que visam criar melhores condições de ensino para 280 alunos, bem como professores e funcionários. Para além da beneficiação da EB1 de São Silvestre, a empreitada prevê ainda a requalificação das EB1 de Póvoa de São Martinho, Eiras e Taveiro e ainda do jardim-de-infância do Centro Escolar Quinta das Flores. Um investimento camarário de 125.938,73 euros (c/IVA) na requalificação do parque escolar. 

A empreitada foi adjudicada à empresa Lado Renovado - Construções, Lda., com um prazo de execução de 300 dias. “O prazo é muito grande para o volume de trabalho necessário, por existir um cuidado muito especial de deslocalizar o menos tempo possível os alunos de cada escola, para que tudo corra bem”, explicou Manuel Machado, na assinatura do auto de consignação da obra, que contou com a presença, entre outros, dos vereadores da CMC, Rosa Reis Marques, Carlos Cidade, Jorge Alves e Carina Gomes, do presidente da junta de freguesia de São Silvestre, José Salgado, dos presidentes das uniões de freguesia de São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades e Eiras e São Paulo de Frades, respetivamente Jorge Veloso e Fernando Abel.

Marcaram ainda presença a diretora do Agrupamento de Escolas Coimbra Centro, Cristina Ferrão, do Agrupamento de Escolas Coimbra Sul, Margarida Girão, do Agrupamento de Escolas Coimbra Oeste, Paulo Pereira, do Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel, Paulo Costa, e do presidente da Lado Renovado, Nuno Reis.

Segundo Manuel Machado durante a execução da empreitada em cada estabelecimento de ensino, as crianças serão deslocadas para as escolas de acolhimento. No caso de São Silvestre a situação foi resolvida “com a colaboração do agrupamento e da junta de freguesia, numa articulação que procuramos fazer (…) com uma metodologia de trabalho, que tem vindo a ser desenvolvida com bons resultados.” No decorrer das obras, as aulas da EB1 funcionam na EB2,3 de S. Silvestre. Neste caso, além de docentes e funcionários, a obra beneficia 31 alunos de 2 turmas dos 3º e 4º anos. O Investimento (c/IVA) é de 82.878,75 euros (65,81% do total de todas as intervenções).

O autarca asseverou ainda que “a Câmara de Coimbra, quando procede a um ajuste direto, consulta, no caso de obras públicas, pelo menos cinco empresas”. “E, se no decurso do processo me chegar mensagem de alguma empresa que quer ser convidada, convidamo-la desde que o seu Alvará corresponda à obra que é preciso adjudicar”, acrescentou.  

Manuel Machado adiantou ainda que a EB1 de Casconha, em Cernache, apesar de ainda não constar nesta empreitada, será também em breve abrangida pela requalificação que o Município está a realizar no parque escolar do concelho. “É uma necessidade”, reconheceu o autarca.

“Quem não me conhece, pensa que eu só defendo rotundas (…) porém a prioridade é a segurança das pessoas na via pública, no espaço público, na edificação do espaço público e investimento determinado em áreas especialmente sensíveis como a Educação”, disse Manuel Machado, referindo que “a escola é um lugar de sementeira”.

A intervenção insere-se no projeto de reabilitação do parque escolar municipal, que a CMC tem levado a cabo nos últimos anos. Saliente-se que, desde que o atual executivo municipal tomou posse, já foram investidos mais de 2,5 milhões de euros em reabilitação de escolas, valor que inclui a nova unidade do Loreto e uma remodelação profunda na escola do 1º CEB de Santa Cruz.

Empreitada visa a beneficiação de cinco equipamentos escolares

Os trabalhos mais relevantes verificar-se-ão na EB1 de S. Silvestre. Incluem remodelação das instalações sanitárias, construção de dois corpos independentes com acesso através dos átrios principais que por sua vez ligam às salas de aula, substituição do revestimento da cobertura, aplicação de subtelha, substituição da estrutura do alpendre, colocação de tetos falsos nas instalações sanitárias e salas do piso superior e substituição das caixilharias. O Investimento (c/IVA) é de 82.878,75 euros (65,81% do total de todas as intervenções).

Na EB1 da Póvoa de S. Martinho serão efetuadas pinturas interiores e substituição das caixilharias. Neste caso, a intervenção abrange 40 alunos de 2 turmas com 1º, 2º, 3º e 4º anos. O investimento (c/IVA) é de 17.502,93 euros (13,90% do total de todas as intervenções).

Na EB1 de Eiras será substituída a cobertura do alpendre e feita a limpeza da cobertura do edifício principal. Uma beneficiação para 95 alunos de 4 turmas, cujo investimento (c/IVA) é de 7139,87 euros (5,67% do total de todas as intervenções).

Já na EB1 de Taveiro, o muro de suporte a poente do campo de jogos vai ser substituído por se encontrar instável, sendo construído um novo muro em estrutura mista de betão e alvenaria de blocos. Neste caso, trata-se de uma intervenção que cria melhores condições de segurança para 39 alunos de 2 turmas com 1º, 2º, 3º e 4º anos. Um investimento (c/IVA) de 6720,40 euros (5,34% do total de todas as intervenções).

Por último, no Centro Escolar da Quinta das Flores efetuar-se-á a impermeabilização da cobertura das instalações sanitárias do jardim-de-infância, usadas por 75 alunos, divididos por 3 turmas. Um investimento (c/IVA) de 3110,77 euros (2,48% do total de todas as intervenções).