CMC vendeu terreno à Bluepharma para nova unidade industrial

Investimento de 15 milhões de euros permitirá criar 100 novos postos de trabalho 

O presidente da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), Manuel Machado, assinou hoje, nos Paços do Município, a escritura de compra e venda de um terreno camarário, que ficará na posse da Bluepharma - Indústria Farmacêutica S.A., pelo valor de 326.083,50 euros. A aquisição do imóvel visa o investimento de 15 milhões de euros, por parte da farmacêutica, na construção de uma nova unidade industrial, que permitirá criar cerca de uma centena de novos postos de trabalho. 

Paulo Barradas e Isolina Mesquita, respetivamente presidente e vogal do Conselho de Administração da Bluepharma, também estiveram presentes no ato. A venda do terreno foi aprovada na reunião do executivo camarário do passado dia 19 de dezembro de 2016. 

O espaço em causa tem uma área de 23.325 m2 e é contíguo às atuais instalações da Bluepharma, situadas no Cimo de Fala, São Martinho do Bispo. A farmacêutica de Coimbra irá investir 15 milhões de euros na construção de uma nova unidade industrial destinada a aumentar a produção de medicamentos, sobretudo comprimidos e cápsulas, libertando as atuais instalações para a ampliação do Centro de Investigação e Desenvolvimento e incubadora de novas tecnologias. Pretende ainda criar mais postos de trabalho, aumentar os lugares de estacionamento na empresa, melhores condições de trabalho e consolidar a posição da Bluepharma S.A. no mercado internacional.

A escritura prevê o pagamento do valor do terreno em duas prestações. Na assinatura do título de compra e venda, o grupo farmacêutico efetuou um pagamento, no valor de 163.000 euros, dispondo agora de um ano, a contar a partir de hoje, para liquidar a segunda prestação, no valor de 163.083,50 euros.

A construção da unidade industrial terá de se iniciar no prazo de dois anos e a laboração no prazo de três anos, ambos a contar a partir de hoje, sob pena de o terreno reverter para a posse plena do Município de Coimbra sem direito a qualquer indemnização, conforme cláusula de reversão constante na escritura. “É um desafio”, comentou Paulo Barradas a este propósito. 

Conforme dados divulgados hoje pela agência Lusa, a Bluepharma constitui atualmente um grupo de 20 empresas que emprega cerca de 450 trabalhadores altamente qualificados. No ano passado, ultrapassou a taxa de exportação de 85% da sua produção para mais de 40 territórios, entre os mais exigentes mercados do mundo, em particular os EUA, tendo sido nomeada campeã nacional nos European Business Awards 2015/2016 na categoria Importação/Exportação.

A farmacêutica de Coimbra, de capital português, produz medicamentos para mais de 100 marcas e investiu, nos últimos três anos, mais de 15 milhões de euros em investigação e desenvolvimento, nomeadamente nas áreas da oncologia, nanotecnologia e biotecnologia. Além de Portugal e EUA, possui ainda sucursais em Espanha, Angola, Moçambique, Colômbia, Chile e Brasil.